No ar, a última edição de 2013

História, Ciências, Saúde - ManguinhosPor Jaime L. Benchimol

Encerramos 2013 com a presente edição de História, Ciências, Saúde – Manguinhos, com 15 artigos originais e outros textos, uma edição densa como foi o ano transcorrido. O ponto alto certamente foi, em 6 de junho, – justo quando eclodiam os movimentos sociais que eletrizaram a sociedade brasileira – a entrada da revista nas redes sociais: o blog, a página no Facebook e o perfil no Twitter, a princípio em português, e desde outubro em inglês também.

A equipe de HCSM tinha pouca vivência nas redes sociais, e assim sua dinâmica célere e avassaladora a surpreendeu e impôs-lhe rotinas bem diferentes daquelas com que estava habituada. As competências são outras, os custos financeiros e a força de trabalho suplementar não são pequenos, e é indispensável manter um ritmo constante de atualizações, para que as novas personas da revista não murchem e tenham efeito contraproducente.

Brevemente, na revista Educação e Pesquisa será publicado um artigo da equipe de HCSM intitulado “Desafios aos editores da área humanidades no periodismo científico e nas redes sociais: reflexões e experiências”. Foram essas reflexões aprimoradas graças a comunicações apresentadas em três eventos ao longo de 2013, nos quais muito aprendemos: o Encontro de Editores de Ciências Humanas, promovido pela SciELO, em São Paulo (junho); o Fórum Internacional de Revistas Científicas, ocorrido no âmbito do 37º Encontro Anual da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais (Anpocs), em Águas de Lindóia (setembro) e a extraordinária conferência SciELO 15 anos, também em São Paulo (outubro), onde palestrantes nacionais e internacionais debateram os novos horizontes da comunicação científica, incluindo as tecnologias e os imperativos socioinstitucionais que favorecem sua globalização. No intervalo entre os dois eventos ocorridos na capital paulista, foi lançado o blog SciELO em Perspectiva – Humanas, com o objetivo de disseminar na web os resultados de pesquisa veiculados nos periódicos da Coleção SciELO Brasil, contribuindo assim para sua profissionalização e internacionalização.

As edições da revista envolvem temporalidades bem reguladas: recepção, análise, preparação e publicação de textos que, por sua vez, são o produto de laboriosas e lentas elaborações intelectuais sobre objetos de pesquisa situados em tempos passados, observados sob o prisma da longa duração ou, mais frequentemente, das conjunturas históricas. As redes sociais lidam com a espuma efêmera do dia, com a sucessão caótica dos fatos cotidianos. A conexão entre os eventos que elas impõem e os frutos já amadurecidos da pesquisa historiográfica é desafio constante. É possível que venha a contribuir para que as comunidades de pesquisadores a que a revista está atrelada incorporem com mais vigor aquela decantada máxima da escola dos Annales de que se deve examinar o passado à luz dos problemas e questões colocados pelo tempo presente.

As novas personas do periódico nas redes sociais atraíram público mais vasto e diversificado do que aquele que efetivamente lê os trabalhos da revista e os utiliza como matéria-prima para novas produções analíticas ou docentes. Em que medida essa gente nova que lê e curte HCSM redundará em melhor desempenho acadêmico da revista? Não sabemos ainda.

Ao longo deste ano, mesmo com tantas novas demandas, conseguimos manter o crescimento de 10% no número de textos publicados e aumentamos consideravelmente o número de artigos disponibilizados como ahead of print. Desde 2006, temos investido na versão para o inglês dos textos publicados tanto em português quanto em espanhol. Atingimos a marca de mais de 110 trabalhos vertidos buscando a internacionalização de HCSM. Nada disso seria possível se não fosse a disponibilidade e a colaboração de todos que leem e avaliam os textos submetidos à revista – a cada ano em quantidade maior. A nossos pareceristas, nosso agradecimento pela disponibilidade e valiosa contribuição.

Receba, assim, este volume 20, número 4, preparado com o carinho habitual para você, leitor antigo e fiel, ou leitor recém-conquistado!

Republicação com pequenas modificações. Originalmente publicado em

http://www.revistahcsm.coc.fiocruz.br/no-ar-a-ultima-edicao-de-2013/

Para ler o periódico, acesse

Carta do editor. Hist. cienc. saude-Manguinhos [online]. 2013, vol.20, n.4 [citado 2014-03-13], pp. 1447-1448. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702013000401447&lng=pt&nrm=iso>. ISSN 0104-5970. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-59702013000500001.

Link relacionado

História, Ciência, Saúde-Manguinhos – <http://www.scielo.br/hcsm/>

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

No ar, a última edição de 2013 [online]. SciELO em Perspectiva: Humanas, 2014 [viewed ]. Available from: http://humanas.blog.scielo.org/blog/2014/03/18/no-ar-a-ultima-edicao-de-2013/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post Navigation