Aos 30 anos, Contexto Internacional lança seu primeiro volume sob nova política editorial

Carolina Moulin, Editora-chefe, Contexto Internacional/IRI PUC Rio, Rio de Janeiro, RJ, Brasil

cint_logoCom a presença de acadêmicos de quatro continentes e de renomada expertise na área de política internacional, o volume 37.3 do periódico Contexto Internacional inaugura uma nova fase editorial. Voltada ao fortalecimento das pesquisas sobre problemas do Sul Global e ao maior impacto e presença da sua produção regional e internacionalmente, o periódico passou a estimular a publicação de volumes especiais, organizados por especialistas reconhecidos em suas áreas de atuação. As edições contam com um perfil variado de contribuições e autores, brasileiros e estrangeiros, publicados em língua inglesa com vistas a ampliar o acesso da produção regional no exterior e da produção internacional na área de Relações Internacionais no país.

O primeiro volume, intitulado “International Political Economy as Global Conversations”, revisita as críticas às abordagens tradicionais de economia política e avança potenciais contribuições para a ampliação da agenda e do diálogo na área em termos metodológico-conceituais, espaciais e disciplinares.

Por meio do engajamento com a obra canônica de Benjamin Cohen, os autores analisam os limites e aberturas possíveis para se pensar o atual cenário da EPI a partir de outros pontos de referência e questões. Stefano Guzzini abre a discussão articulando as diferentes interpretações sobre ordem internacional expressas nas contribuições de Cohen. Naeem Innayatullah e David Blaney defendem que a abertura a uma conversa efetivamente global na área depende da superação de sua ‘exigophobia’ (usando o conceito de Hassan Hage que articula explicações sociológicas desprovidas de engajamento cultural, histórico e contextual a justificativas para atrocidades políticas).

Heloise Weber e Anna Leander avançam possíveis leituras alternativas a partir de uma crítica às dimensões metodológicas e à centralidade do sistema financeiro na EPI contemporânea, respectivamente. As contribuições de Peter Vale & Vineet Thakur, Diana Tussie & Pia Riggirozzi e de Eric Helleiner apresentam visões não-ocidentais da trajetória histórica, disciplinar e dos arranjos regionais centrais à economia política contemporânea. Na conclusão, o próprio Benjamin Cohen responde aos críticos, avalia sua trajetória e aponta suas intuições sobre os caminhos futuros da área.

Contexto Internacional passa a publicar apenas artigos originais em inglês e aceita submissões avulsas e propostas de volumes especiais em fluxo contínuo. Para saber mais sobre a revista e sua política editorial, bem como acessar suas últimas publicações, acesse o site: www.scielo.br/cint ou www.contextointernacional.iri.puc-rio.br

Contato:

Contatos com a equipe editorial podem ser feitos pelo e-mail contextointernacional@puc-rio.br

Para ler os artigos, acesse:

MOULIN, C., SAJED, A., LEANDER, A., and YAMATO, R. V. Towards a global conversation. Contexto int. [online]. 2015, vol.37, n.3, pp. 835-837. [viewed 15th December 2015]. ISSN 1982-0240. DOI: 10.1590/S0102-85292015000300001. Available from: http://ref.scielo.org/sdwfdp

LEANDER, Anna. Introduction. Contexto int. [online]. 2015, vol.37, n.3, pp. 839-850. [viewed 15th December 2015]. ISSN 1982-0240. DOI: 10.1590/S0102-85292015000300002. Available from: http://ref.scielo.org/4h4qqj

GUZZINI, S. Benjamin Cohen on global political order: when Keynes meets realism – and beyond. Contexto int. [online]. 2015, vol.37, n.3, pp. 851-887. [viewed 15th December 2015]. ISSN 1982-0240. DOI: 10.1590/S0102-85292015000300003. Available from: http://ref.scielo.org/dpj8yw

INAYATULLAH, N. and BLANEY, D. L. A problem with levels: how to engage a diverse IPE. Contexto int. [online]. 2015, vol.37, n.3, pp. 889-911. [viewed 15th December 2015]. ISSN 1982-0240. DOI: 10.1590/S0102-85292015000300004. Available from: http://ref.scielo.org/6wb8jr

WEBER, H. Is IPE just ‘boring’,1 or committed to problematic meta-theoretic|al assumptions? A critical engagement with the politics of method. Contexto int. [online]. 2015, vol.37, n.3, pp. 913-944. [viewed 15th December 2015]. ISSN 1982-0240. DOI: 10.1590/S0102-85292015000300005. Available from: http://ref.scielo.org/jzpsp8

LEANDER, A. Theorising international monetary relations: three questions about the significance of materiality. Contexto int. [online]. 2015, vol.37, n.3, pp. 945-973. [viewed 15th December 2015]. ISSN 1982-0240. DOI: 10.1590/S0102-85292015000300006. Available from: http://ref.scielo.org/7bddpq

HELLEINER, E. Globalising the classical foundations of IPE thought. Contexto int. [online]. 2015, vol.37, n.3, pp. 975-1010. [viewed 15th December 2015]. ISSN 1982-0240. DOI: 10.1590/S0102-85292015000300007. Available from: http://ref.scielo.org/4b9yvv

VALE, P., and THAKUR, V. ‘Out in the dark’: knowledge, power and IPE in southern Africa.Contexto int. [online]. 2015, vol.37, n.3, pp. 1011-1040. [viewed 15th December 2015]. ISSN 1982-0240. DOI: 10.1590/S0102-85292015000300008. Available from: http://ref.scielo.org/sby3s5

TUSSIE, D. and RIGGIROZZI, P. A global conversation: rethinking IPE in post-hegemonic scenarios.Contexto int. [online]. 2015, vol.37, n.3, pp. 1041-1068. [viewed 15th December 2015]. ISSN 1982-0240. DOI: 10.1590/S0102-85292015000300009. Available from: http://ref.scielo.org/kc55fk

Links externos:

Contexto Internacional – CINT – www.scielo.br/cint

Leia o editorial: http://contextointernacional.iri.puc-rio.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=701&sid=123

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

MOULIN, C. Aos 30 anos, Contexto Internacional lança seu primeiro volume sob nova política editorial [online]. SciELO em Perspectiva: Humanas, 2016 [viewed ]. Available from: http://humanas.blog.scielo.org/blog/2016/01/22/aos-30-anos-contexto-internacional-lanca-seu-primeiro-volume-sob-nova-politica-editorial/

 

One Thought on “Aos 30 anos, Contexto Internacional lança seu primeiro volume sob nova política editorial

  1. André Luiz on January 23, 2016 at 07:33 said:

    A internacionalização dos periódicos é uma excelente conquista, porém o que me preocupa é que sejam publicados exclusivamente em inglês. Porque não manter uma publicação eletrônica bilíngue? Até que ponto simplesmente deixar de lado a língua portuguesa é interessante para todos aqueles que desejam ter acesso à ciência nacional mas não possui domínio da língua inglesa?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post Navigation