Artigo discute o uso de multimodalidade no Ensino de Inglês

Andrea Machado de Almeida Mattos, Professora adjunta na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG, Brasil, e editora da Revista Brasileira de Linguística Aplicada (RBLA)

Vanderlei Zacchi, Professor da Universidade Federal de Sergipe (UFS), Aracaju, SE, Brasil

rbla_logoNo artigo “Multimodalidade, migração em massa e ensino de língua inglesa”, publicado em inglês em Revista Brasileira de Linguística Aplicada (RBLA), volume 14, número 4, de 2016, Vanderlei Zacchi, professor do curso de Letras da Universidade Federal de Sergipe, apresenta pesquisa realizada com professores de inglês e alunos em formação. Fizeram parte da pesquisa tanto professores de inglês já em atuação na região de Aracaju quanto alunos de licenciatura em Letras.

Em seu texto, o pesquisador sugere que a leitura de imagens e de textos multimodais pode ser culturalmente sensível e que a construção de sentidos de forma multimodal tem-se tornado um meio potente para o ensino de inglês na atual sociedade digital e globalizada.

Partindo dos recentes processos de migração em massa, Zacchi utilizou imagens da apreensão, pela polícia mexicana, de dois caminhões de imigrantes ilegais com destino aos Estados Unidos para desenvolver habilidades de leitura multimodal e criticidade com os participantes da pesquisa.

Ao utilizar essas imagens, o pesquisador teve como objetivos avaliar como os professores de inglês e os alunos de licenciatura interpretam imagens, checar como as pressuposições culturais afetam as interpretações dos participantes, verificar como essas interpretações podem ser alteradas através do uso de diferentes modos de construção de sentidos, explorar maneiras de lidar criticamente com textos visuais e multimodais na sala de aula e discutir migrações em massa como uma questão tanto global quanto local.

A pesquisa apresenta inovações tanto na escolha dos métodos para seu desenvolvimento quanto nos resultados atingidos. O autor conclui que, apesar da constante presença de textos visuais e multimodais em nossa vida diária, ainda temos uma grande dependência em textos linguísticos para interpretação de imagens. Isso, segundo Zacchi, se deve ao fato de que ainda vivemos em uma era tipográfica e, para o autor, as escolas podem estar reforçando essa tendência ao privilegiarem o modo de interpretação linguística.

O artigo defende a transformação das práticas escolares, já que a multimodalidade é um modo de construção de sentidos muito usados hoje em dia. Além disso, Zacchi advoga que a multimodalidade possui efeitos específicos sobre o leitor, o que não é alcançado por nenhum outro modo presente nos textos, quando considerados individualmente.

Para ler os artigos, acesse

ZACCHI, V. J. Multimodality, mass migration and english language teaching. Rev. bras. linguist. apl. [online]. 2016, vol.16, n.4, pp.595-622. [viewed 8 March 2017]. ISSN 1984-6398. DOI: 10.1590/1984-639820169877. Available from: http://ref.scielo.org/cvhdjp

Link externo

Revista Brasileira de Linguística Aplicada – RBLA: www.scielo.br/rbla

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

MATTOS, A. M. A. and ZACCHI, V. Artigo discute o uso de multimodalidade no Ensino de Inglês [online]. SciELO em Perspectiva: Humanas, 2017 [viewed ]. Available from: http://humanas.blog.scielo.org/blog/2017/03/09/artigo-discute-o-uso-de-multimodalidade-no-ensino-de-ingles/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post Navigation