Monthly Archives: April 2018

You are browsing the site archives by month.

Corpo, Imagem, Educação: novas perspectivas em tempos de incertezas

A Revista Brasileira de Estudos da Presença apresenta em seu volume 8, número 2, a seção temática Corpo, Imagem, Educação, além de textos de outros temas. O periódico oferece, neste número, artigos de pesquisadores do Brasil, da França e da Argentina. Trata-se de trabalhos inéditos nos quais se explora, principalmente, a imagem no mundo contemporâneo e, a partir disso, sua articulação com os investimentos sobre os corpos, com a Educação, com a política, com a juventude, além de uma série de outros temas. Read More →

Há algum “respiro” democrático nas escolas? Ou transmissividade e falta de diálogo selam seu caixão?

O estudo analisou a interculturalidade e suas possíveis contribuições para as práticas didáticas na escola de ensino fundamental no Brasil. O trabalho identificou, nas práticas descritas em relatórios do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID), fazeres didáticos que podem ser tomados como interculturais. Read More →

Novembro Azul, PSA e campanhismo na saúde dos homens brasileiros

Os meses coloridos têm um forte apelo na mídia e em instituições de saúde. Mas será mesmo que essas campanhas de conscientização e alerta sobre determinadas doenças tem fundamentos de acordo com a Medicina Baseada em Evidência? Alertar a população sobre os riscos de sobrediagnóstico e sobretratamento do PSA e toque retal propagados pelo Novembro Azul também deve ser feito, não apenas sobre a doença e taxas de mortalidade, como todo ano são divulgados. Read More →

Normatividade, instituições e teoria psicanalítica: a psicanálise e suas inserções

O primeiro número de 2018 de Ágora: Estudos em Teoria Psicanalítica apresenta diferentes presenças da psicanálise, seja ela articulada ao campo da cultura e da norma – em que são pensadas temáticas como a feiura e o gênero –, ao espaço das instituições (por exemplo, universidade, hospital e escola), ou ainda, dentro de uma perspectiva de pesquisa teórico-conceitual que investiga noções como: a transferência, o sujeito e a pulsão. Read More →

Como nossas políticas públicas vêm sendo comunicadas? Podemos falar em eficiência e eficácia?

Estudo cria e testa um modelo de avaliação da comunicação governamental alicerçado nos pressupostos teóricos do campo. O modelo foi aplicado à análise da Política Nacional de Resíduos Sólidos, investigando municípios de Minas Gerais. Read More →

Ética e Estética têm a ver com Educação?

O que identifica Ética e Estética é o fundamento polissêmico da linguagem que as constitui, em contraposição à linguagem monossêmica da Ciência. Assim, encontra-se uma interpretação da Modernidade e da Pós-modernidade e os modos da Educação, tentando superar uma visão monossêmica desta, passa-se a pensar nas possibilidades daquilo que se pode chamar de polissemia escolar. Read More →

Qual a trajetória do fomento à iniciação científica no país?

Estudo analisa a trajetória da institucionalização da Iniciação Científica (IC) e da Iniciação Científica Júnior (ICJ) no país em geral e, particularmente, na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Nesta instituição (IES) a não utilização de todas as bolsas de ICJ disponibilizadas, na modalidade do Programa de IC – Ensino Médio (PIBIC-EM), aponta a tendência de refluxo do Programa, tornando questionável a materialização da metáfora do “círculo virtuoso”. Read More →

A judicialização da Saúde: existem interferências da indústria farmacêutica no fenômeno?

Pesquisa em Minas Gerais apontou a relação entre médicos, escritórios de advocacia e indústria farmacêutica nas ações judiciais em saúde. Os pesquisadores apresentam os recentes resultados da aplicação de estratégia de investigação qualitativa para análise da interferência da indústria farmacêutica nas prescrições de medicamentos. Read More →

Patrimônio indígena é destaque no Boletim de Ciências Humanas

Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas, apresenta dossiê sobre “Patrimônio indígena e coleções etnográficas”. Além disso, traz ainda estudos sobre Linguística, História, Arqueologia e Museologia na forma de artigos, notas de pesquisa, memória e resenhas. Read More →