O futuro da RBEP e a área de Artes no Brasil

Gilberto Icle, Editor-chefe da Revista Brasileira de Estudos da Presença, Porto Alegre, RS, Brasil

O sistema de pós-graduação brasileiro – que reúne hoje cerca de cinquenta programas de pós-graduação em Artes, Artes Visuais, Teatro, Dança, Música e áreas correlatas – é uma área na CAPES de menor dimensão, mas que foi protagonista de um enorme crescimento nos últimos anos, acompanhando a expansão da pós-graduação brasileira nos últimos quinze anos.

Nessa expansão, a pesquisa e suas formas de veiculação assumem um papel preponderante. Assim, vimos crescer também o espectro de periódicos científicos que abordam os temas das artes e, em especial, a temática das Artes Cênicas.

Os periódicos de Artes Cênicas começaram ainda nos anos 1990 de forma bastante artesanal. Entretanto, foi a partir dos anos 2010 que tomaram um rumo à profissionalização cada vez mais expressivo. Nesse sentido, a Revista Brasileira de Estudos da Presença tem tido papel preponderante, sendo exemplo para a área, como um periódico com crescimento vertiginoso desde sua criação, assumindo sólidas práticas editoriais e garantindo a veiculação de pesquisas que realmente possuem um impacto significativo na área.

Ao mesmo tempo, sua presença no Fórum Nacional de Periódicos de Artes tem ajudado muitos periódicos novos a se estruturarem, fazendo avançar a área como um todo. Os exemplos dados pelo periódico nos termos de sua forma mesma de organização são muitos: desde as práticas profissionais de avaliação e comunicação, quanto o fato de a Revista ser um dos poucos periódicos da área indexado em diversas bases. Tais elementos – centrais hoje nas práticas editoriais de periódicos de qualidade acadêmica reconhecida – não se mostram como uma tradição na área de artes, portanto, o periódico está realmente na frente que impulsiona a área para uma contínua e sólida profissionalização.

Assim, para os próximos meses temos ainda diferentes novidades. A primeira é que a Revista Brasileira de Estudos da Presença adotará a publicação contínua a partir do volume 9, referente a 2019. Isso agilizará ainda mais a publicação, permitindo atingir a meta de 4 meses para o prazo entre submissão e publicação.

Aliado a isso, a comissão editorial está empenhada na discussão da passagem do acesso aberto para a ciência aberta, considerando as diferentes possibilidades que essas modalidades oferecem, assim, num futuro breve teremos mais condições de oferecer a nossos leitores o que há de produção em artes cênicas de modo a dar ainda maior visibilidade.

Seguros de que nosso processo de internacionalização é efetivo e duradouro, investiremos nos próximos anos na ampliação do espectro de nossos leitores estrangeiros em continentes ainda não explorados pelo periódico. É o caso, por exemplo, e em especial, da África e da Ásia.

São planos audaciosos e que podem ser menos efetivos frente às dificuldades financeiras pelas quais passam os organismos de pesquisa no Brasil. Entretanto, não mediremos esforços para a sua consecução visto a importância da missão que temos: a divulgação da produção de conhecimento original e de impacto social.

Tudo isso é planejado com o intuito de guardar a qualidade necessária para que a área de artes cênicas possa efetivamente se consolidar como anelo interdisciplinar por intermédio do qual as temáticas mais importantes da atualidade encontram guarita e possam ser desenvolvidas.

De modo inseparável, e do ponto de vista do sistema de pós-graduação, a colaboração da RBEP é muito acentuada na divulgação de excelência tanto das pesquisas produzidas no Brasil, quanto de pesquisas de profissionais estrangeiros que não teríamos acesso de outra forma.

Na sequência, a professora Vera Beatriz Siqueira, coordenadora da área de Artes na CAPES, fala um pouco sobre o periódico e sua posição na área de Artes no Brasil.

Link externo

Revista Brasileira de Estudos da Presença – RBEP: www.scielo.br/rbep

Sobre Gilberto Icle

Gilberto Icle

Gilberto Icle

Gilberto Icle é doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. É professor permanente no Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e no Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas da Universidade de Brasília. É bolsista de produtividade 1D do CNPq. E-mail: gilbertoicle@gmail.com

Sobre Vera Beatriz Cordeiro Siqueira

Vera Beatriz Cordeiro Siqueira

Vera Beatriz Cordeiro Siqueira

Vera Beatriz Cordeiro Siqueira é doutora em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. É professora associada e pró-cientista na área de História da Arte da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Bolsista de Produtividade do CNPq e coordenadora da área de artes na CAPES.  E-mail: verabcsiq@terra.com.br

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

ICLE, G. O futuro da RBEP e a área de Artes no Brasil [online]. SciELO em Perspectiva: Humanas, 2018 [viewed ]. Available from: http://humanas.blog.scielo.org/blog/2018/10/26/o-futuro-da-rbep-e-a-area-de-artes-no-brasil/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post Navigation