Tag: Ciências Sociais

Medo, denúncias e o Tribunal do Santo Ofício no século XVIII

Todos podem imaginar os horrores gerados pela ação do Santo Ofício. Medo, delações e condenações fizeram parte do cotidiano dos habitantes de Minas Gerais. Mas quais os aspectos quantitativos dessa ação? Quantas eram as denúncias, de que tipo? Entrevistada por Varia Historia, Maria Leônia Chaves de Resende dá maiores detalhes de como foi realizada a pesquisa sobre o assunto, em parceria com Rafael José de Sousa. Read More →

¿Al vencedor las patatas? Alimentación y sociedad en la América española

Las patatas hoy día son frecuentes en los menús desde los restoranes más sofisticados hasta las cadenas mundiales de fast food. Pero ese tubérculo, originario de América, ya tuvo otros estatus, y fue considerado un alimento inferior y asociado a las poblaciones indígenas. ¿Cómo encarna la comida significados sociales y cómo lo que una persona come se relaciona con su lugar en la jerarquía social, o con lo que ella es? Encuentre estas y otras reflexiones en la entrevista de Gregorio Saldarriaga. Read More →

Artigo analisa a representação brasileira na Exposição Internacional de Turim, 1911

Os números 57 e 58 de Varia Historia trazem, publicado em duas partes, artigo de pesquisa original, inédita e de grande relevância para a história da ciência. Nelson Sanjad e Anna Raquel de Matos Castro analisam a representação brasileira na última grande mostra internacional antes da Primeira Guerra Mundial. Read More →

Revisando a horizontalização – o desafio da análise da Política Externa Brasileira: entrevista com Rogério Farias e Haroldo Ramanzini Jr.

A análise sobre política externa é campo de destaque nas Relações Internacionais. Sobre isso, um tema frequente é a horizontalização da política externa, entendida como a maior abertura de instituições burocráticas definidoras do processo decisório, como o Itamaraty e a influência da sociedade. Esse processo é tema de artigo publicado na segunda edição de 2015 da Revista Brasileira de Política Internacional (RBPI) e discutido nesta entrevista com os autores Rogério de Souza Farias e Haroldo Ramanzini Júnior. Read More →

Sete anos depois, a despedida

Eduardo Diniz se despede do cargo de editor-chefe da RAE fazendo um balanço dos temas abordados em seus editoriais e a consequente repercussão entre os leitores. Read More →

Gênero: a rentabilidade analítica e a força de um constructo conceitual

Lançado recentemente, o número 45 dos Cadernos Pagu é composto pelo dossiê ‘Corpos, trajetórias e valores: perspectivas de gênero, famílias e reprodução social em contextos africanos’, bem como por seção de artigos. Esse volume busca ressaltar a importância da multiplicidade de elaborações conceituais em torno de gênero, ao focalizar suas conexões com temas como parentesco, família, reprodução social, violência, trabalho, educação, corporalidades e espacialidades. Read More →

Criminalização das migrações e dos migrantes

Diante do aumento dos fluxos migratórios mistos em nível internacional desencadeou-se um crescente processo de “criminalização” dos migrantes mediante dispositivos de (des)informação, controle, detenção e deportação. A este tema é dedicado o Dossiê da REMHU, Revista Interdisciplinar da Mobilidade Humana. Read More →

Ciberativismo em pauta na História, Ciências, Saúde – Manguinhos

A edição aborda temas diversos, como o surgimento da bioética como disciplina, o conceito contemporâneo de 3a idade, os anfíbios na medicina popular espanhola e o debate sobre teologia na biologia. Há discussões sobre o alcoolismo na obra de Jack London, a possibilidade de uma sociedade sem hospitais de custódia e tratamento psiquiátrico e sobre comunidades terapêuticas. A Carta dos Editores lembra o 37º aniversário da Declaração de Alma-Ata sobre Atenção Primária à Saúde. Read More →

Bioética do início ao fim

O último número de 2015 da Revista Bioética promove a reflexão ética, estimulando a consciência sobre as moralidades que orientam a vida social e as práticas em saúde no início e final de vida. Apresenta artigos de temas atuais e de pesquisa inédita. Read More →

As mulheres e a objetividade

Em entrevista ao Portal de Periódicos da Fiocruz, Tatiana Roque, professora do Instituto de Matemática da UFRJ, aborda a relação das mulheres com a Ciência, a partir de uma perspectiva histórica. Para ela as práticas históricas permeiam o modo de fazer ciência e, diante de desafios atuais como a sustentabilidade e a justiça social, a universidade tem o papel e a oportunidade para inventar novos parâmetros. Read More →

Bakhtiniana inaugura a recepção de artigos em fluxo contínuo

O volume 10, número 3 (2015) de Bakhtiniana traz duas importantes novidades: em primeiro lugar, inaugura a periodicidade quadrimestral da revista; em segundo, reúne artigos originais que responderam à temática proposta, abordando questões sobre semiótica, enunciação e ideologia, com outros, também originais, que inauguram o fluxo contínuo de submissão de artigos. Dentre os últimos, sobressaem as temáticas da linguagem, da filosofia e da arte. Completam o número a seção “Retomando posturas” e duas resenhas. Read More →

Infância. Relatos da memória e da imaginação

Infância: fase da evolução humana ou estado de imaginação? Noção crucial da filosofia? Instância enunciativa que dá forma a memórias individuais e coletivas, a traumas sociais e históricos, a hipotéticos paraísos perdidos? Em torno dessas questões a revista ALEA organiza o dossiê de seu último número. Read More →