Tag: Política

Muitos mundos, muitas teorias? Explorando a diversidade de vozes e de visões sobre a área de Relações Internacionais

rbpi_tumbnail

Artigos de edição especial de RBPI discutem as visões alternativas e a multiplicidade de vozes que se dedicam ao debate sobre as questões candentes da agenda internacional contemporânea. A reflexão fora do mainstream na análise política, no ensino especializado e na teoria das Relações Internacionais e o foco da edição “Muitos mundos, muitas teorias?”. Read More →

Cultura, política e psicanálise são temas discutidos pelo periódico Ágora

agora_thumb

Já está disponível o último número de 2016 do periódico Ágora – Estudos em Teoria Psicanalítica que traz como temas centrais a clínica – sobretudo, no que tange a constituição do sujeito, o lugar do corpo e a transferência – e a articulação da psicanálise com outras áreas afins, como a arte, a cultura, o laço social e a política. Read More →

Como explicar o comportamento partidarizado dos principais meios de comunicação do Brasil?

dados_logo_thumb

Pesquisa analisa a interação entre meios de comunicação impressos e política, com ênfase nas condições estruturais e históricas que se relacionam à partidarização da mídia. Os autores mostram que as condições econômicas de produção impactam no modo como são elaboradas as notícias dos principais jornais do país. Read More →

A economia mundial está em depressão?

rep_thumb

Você já imaginou que as economias capitalistas ricas caminham por “um corredor estreito de estabilidade”, sempre ameaçadas pela crise e, agora, pela estagnação de longo prazo? Pois bem, é isso que Fernando Carvalho nos diz, a partir da análise de Hyman Minsky (1919-1996) – o grande analista das crises financeiras modernas. Significaria isto que os países ricos chegaram ao fim do desenvolvimento? Talvez seja ainda cedo para se chegar a esta conclusão. Read More →

Para uma crítica da Saúde Global

ln_thumb

O Brasil é atualmente o epicentro de uma emergência sanitária internacional – a associação entre o Zika vírus e a microcefalia e/ou alterações do Sistema Nervoso Central. O dossiê publicado em Lua Nova: Revista de Cultura e Política oferece um panorama critico sobre a atual governança global da saúde, em especial sobre o papel do Brasil neste campo em construção. Read More →

Ciência, política e religião nos saberes psicológicos na Itália

HCSM_thumb_laranja

“Un enigma llamado Agostino Gemelli”, de Mauro Pasqualini, examina o trabalho do padre franciscano que desempenhou um papel importante na articulação entre o mundo católico, a psicologia e o fascismo na Itália do entreguerras. A pesquisadora da Fiocruz, Ana Teresa Venancio, comenta o artigo e analisa as contradições de Gemelli. Read More →

Reconhecer a subjetividade dos migrantes

remhu_logo_thumb

Em muitos países as políticas migratórias de admissão tendem a neutralizar a subjetividade de migrantes e refugiados, corroendo seu potencial reivindicativo e subversivo. Como promover dinâmicas de subjetivização num contexto de crise econômica, crescente xenofobia e recrudescimentos identitários? Read More →

O tempo como tema, a formação dos Estados e das nações como enigma

alm_thumb

Com satisfação, comunicamos que o Almanack, publicado desde 2011, foi integrado a coleção SciELO a partir de 2016. Fruto da administração de dez das mais prestigiosas instituições de pesquisa brasileiras, o periódico também se caracteriza pela sua expressiva contribuição internacional. Neste primeiro press apresentaremos os números 9, 10 e 11 publicados em 2015. Read More →

A política de assistência internacional ao desenvolvimento da União Europeia: entrevista com Luis Mah

rbpi_tumbnail

Os desafios no estabelecimento de uma política de desenvolvimento face à reestruturação das instituições europeias e à emergência de doadores não tradicionais são tema de artigo de Luis Mah, Professor da Universidade de Lisboa, publicado no volume 58, número 2 da Revista Brasileira de Política Internacional. Read More →

El diario Estado como actor político en el segundo gobierno de Vargas

vh_thumb

¿Será que conmemorar un hecho histórico sea simplemente un retorno imparcial al pasado? El tiempo actual en que se evoca un evento ¿le confiere nuevos sentidos a lo que es recordado? Ariel Goldstein, en base a centenares de editoriales publicados en el Estadão, en los años 1950, sobre la Revolución Constitucionalista de 1932, argumenta que la celebración de ese evento se llevó a cabo dentro de agudos conflictos políticos entre el presidente Vargas y las elites paulistas. Mire la entrevista concedida por el historiador. Read More →