DADOS: conquistas e desafios para os próximos anos

Luiz Augusto Campos e Marcia Rangel Candido.

Os textos escolhidos para compor a semana especial dão uma imagem geral da política editorial de DADOS, fundada no incentivo ao debate entre pesquisas multidisciplinares e sistemáticas sobre as questões sociais e políticas candentes no Brasil e no mundo. Ao mesmo tempo, eles também dão uma amostra dos desafios editoriais, científicos e públicos que a equipe da revista tem de enfrentar nos próximos anos para concretizar ações de modernização.

Alguns desses desafios têm a ver com as transformações relacionadas ao programa da Ciência Aberta no âmbito das ciências sociais. Mais do que mudanças técnicas ou procedimentais, tal proposição envolve uma série de alterações na cultura acadêmica própria de nossas disciplinas. Isso só ocorrerá se o engajamento da comunidade científica nessas novas medidas for além de algumas revistas, conquistando os congressos científicos e as associações representativas.

Se a interdisciplinaridade é um dos principais orgulhos de DADOS, ela é também fonte de adversidades. Primeiro, porque é natural que a multiplicação de revistas acadêmicas leve a uma crescente especialização temática e disciplinar, o que coloca em xeque a vocação própria dos periódicos mais polivalentes. Segundo, porque as métricas de impacto costumam penalizar as publicações multidisciplinares, que são comparadas às suas equivalentes internacionais, bem mais ricas, antigas e difundidas. Terceiro, o debate entre os artigos, bem como seu impacto, podem ser prejudicados por uma grande diversidade temática e disciplinar.

Temos buscado respeitar a história multidisciplinar da revista sem ignorar seus impasses contemporâneos. Para tal, definimos uma lista de temáticas sociais e políticas que nos são caras e que todo manuscrito deverá contemplar. Abrimos também outras duas possibilidades de formato de submissão. Os comentários críticos objetivam  incitar o debate acadêmico sobre os nossos artigos publicados. As notas técnicas de pesquisa, por sua vez, visam disponibilizar e discutir bases de dados e códigos de análise inovadores nas ciências sociais, fazendo jus à vocação expressa pelo próprio título da revista.

Em confluência com a crise que acomete quase todos os periódicos brasileiros, contudo, o maior desafio que vislumbramos para os próximos anos em nossa equipe é a sustentabilidade financeira. A revista conta com o apoio amplo do Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IESP-UERJ), sua instituição sede e mantenedora. No entanto, a vocação pública de DADOS foi pautada em grande parte pelo importante lugar do fomento estatal, hoje praticamente nulo. Nesse aspecto, temos trabalhado junto a diferentes agências para restituir verbas emergenciais que evitem o fechamento de mais publicações científicas de excelência no país, garantindo a subsistência de DADOS e do ecossistema editorial. Assim procedendo, esperamos continuar exercendo nossa missão editorial de não apenas promover as ciências sociais a partir de uma perspectiva nacional, mas também fomentar todo um campo de debate científico.

Link externo

Dados – Revista de Ciências Sociais – DADOS: www.scielo.br/dados

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

CANDIDO, M. R. and AUGUSTO, L. DADOS: conquistas e desafios para os próximos anos [online]. SciELO em Perspectiva: Humanas, 2021 [viewed ]. Available from: https://humanas.blog.scielo.org/blog/2021/10/01/dados-conquistas-e-desafios-para-os-proximos-anos/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Post Navigation