Tag: Ciências Humanas

Há violência, exclusão e silêncio entre jovens estudantes universitários: como superam o silêncio que lhes é imposto?

Pesquisa investigou estratégias de superação da lógica violência-exclusão-silêncio imposta a jovens universitários. Processos educativos não promovem o desenvolvimento pleno. Os seis casos estudados revelaram a ausência da pedagogia dialógica e que estratégias de superação são potenciais recursos educacionais transformadores, que levam do discurso à prática, da opressão à esperança. Read More →

Apoio matricial em saúde mental: após 10 anos de Núcleo de Apoio à Saúde da Família, quais são os desafios?

Por meio de revisão da literatura nacional, estudo apresenta e discute os entraves que ainda precisam ser superados para o sucesso da proposta de apoio matricial em saúde mental após dez anos de sua implementação nas redes de saúde. Read More →

Por uma sociedade sem manicômios

Trabalho, Educação e Saúde (v. 17, n. 2), traz um editorial sobre a Reforma Psiquiátrica, assinado por Pedro Gabriel Delgado, do Instituto de Psiquiatria da UFRJ. Apresenta pesquisas originais sobre o cuidado médico e a sobremedicalização na atenção primária, a contrarreforma na formação em saúde na escola, um estudo etnográfico sobre crack e a representação social de trabalhadores da atenção básica em saúde que lidam com pessoas LGBT. Read More →

Mães não ganham menos porque têm filhos

À medida que se avança na estrutura salarial, a diferença de remuneração entre os sexos tende a aumentar? Há diferenças salariais entre mulheres e homens com e sem filhos? Evidência sugere que mulheres de classe baixa possuem menor chance de estarem trabalhando quando há crianças pequenas em casa, mas a diferença de salários entre homens e mulheres não está atrelada ao tamanho da prole. Read More →

Conversações públicas com a população LGBT

Como lidar com a violência contra a população LGBT? Estudo apresenta uma alternativa de resposta a essa questão que pode inspirar outras pesquisas e iniciativas práticas por meio de projeto. Evidencia como uma das estratégias preventivas, o Projeto Conversações Públicas (PCP), que se trata de metodologia para grupos em conflitos que tem por objetivo analisar o processo grupal do PCP, com foco nos efeitos da estrutura da conversa nas interações empreendidas. Read More →

Biblioteca universitária (des)construindo estratégias para a inclusão de usuários com necessidades especiais

Estudo objetivou diagnosticar práticas inclusivas em bibliotecas universitárias brasileiras e portuguesas, particularmente no que diz respeito ao papel de um campus acessível na inclusão de usuários com necessidades especiais. Por meio de questionários online respondidos pelos diretores, conclui-se que as bibliotecas não possuem infraestrutura acessível para promover a inclusão desses usuários. Read More →

O complexo mapa do comércio sexual na Argentina de início do século XX

Estudo analisa o circuito do comércio sexual na Argentina de início do século XX a partir da figura dos rufiães, ou proxenetas, esse personagem complexo e central, responsável pelo aliciamento de mulheres. A pesquisa ressalta como os proxenetas compunham uma intricada rede social, de caráter transnacional, e que envolvia valores como confiança e solidariedade. Read More →

Funk, cultura do estupro e “violência ostentação”

A análise de músicas de funk com ampla repercussão midiática expôs a exaltação do estupro coletivo, a construção da “vítima perfeita”, e a erotização da infância na construção de vítimas e agressores. Aparte do papel emancipatório do funk, os discursos expuseram relações conflituosas entre os gêneros como norma social. Read More →

Questão étnico-racial: desigualdades, lutas e resistência

O compromisso com a superação das desigualdades sociais, com o combate a da opressão e exploração, faz parte do posicionamento do serviço social há décadas. Desconstruir preconceitos exige conhecimento, reflexão e posicionamento ético-político. Serviço Social & Sociedade (n. 133) contribui com esse processo que a profissão tem feito no sentido de avançar teórica e politicamente. Read More →

Línguas indígenas são herança cultural ameaçada

Com línguas ameaçadas de extinção por serem faladas por poucos indígenas, torna-se urgente a identificação e o registro desse elemento fundamental da cultura. Pesquisadores do Brasil e de outras partes do mundo se dedicam ao registro e à preservação dessas línguas. A Linguística é uma das áreas de concentração do conteúdo publicado no Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas. Ao final confira alguns dos mais recentes estudos. Read More →

Pesquisa garante longa vida para as línguas indígenas da Amazônia brasileira

Conhecer e preservar línguas indígenas essa é o cerne da Linguística indígena. Há quase cinco décadas, pesquisadores nacionais e internacionais estudam línguas faladas na Amazônia brasileira. Os estudos se voltam em particular para o estado de Rondônia, onde se concentra a maior diversidade de línguas. O Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas tem sido espaço constante da produção desse conhecimento. Read More →

Um Boletim mais que centenário participa da Semana Especial do Blog SciELO em Perspectiva | Humanas

Na Semana Especial do Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi (BMPEG. Ciências Humanas) que acontece de 26 a 30 de novembro de 2018, os temas tratados serão relativos à trajetória do periódico, dos estudos antropológicos, arqueológicos e linguísticos publicados ao longo do ano de 2018 no volume 13, números 1, 2 e 3. Read More →