Quais fatores influenciam na fragilidade do idoso diabético

Bartolomeu Fagundes de Lima Filho, Doutorando no Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, RN, Brasil.

O artigo “Síndrome da Fragilidade em idosos com Diabetes Mellitus tipo 2 e fatores associados”, publicado na Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia (vol. 23, no. 1), apresenta quais são as caracterizações clínicas do Diabetes Mellitus tipo 2 e da Síndrome da Fragilidade no Idoso e como estas podem estar interligadas por vários fatores, como a sarcopenia, a diminuição da mobilidade e os sintomas depressivos. Essas relações serviram de estímulo para investigar as variáveis que influenciam no fenótipo de fragilidade em idosos diabéticos com o objetivo de encontrar relações diretas entre as condições clínicas a fim de facilitar os futuros tratamentos em idosos acometidos por essas condições.

A pesquisa aconteceu durante os anos de 2016 e 2017, com 113 participantes idosos diabéticos atendidos no Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL) e que se beneficiaram com a avaliação e as orientações dadas pelos pesquisadores, além de encaminhamentos para possíveis tratamento. O grupo de pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte elaborou um projeto para investigações do idoso com Diabetes Mellitus tipo 2, coordenado pela Profa. Dra. Juliana Maria Gazzola. Alguns estudos do grupo IMIAS e da Rede FIBRA serviram de base para a escolha dos instrumentos, das variáveis e do contexto que possibilitou a realização da pesquisa. A avaliação foi de baixo custo e apesentou achados muito importantes.

A maioria dos idosos diabéticos foi do sexo feminino (61,9%), analfabeta (60,2%), com sobrepeso (61,1%), apresentavam cinco ou mais diagnósticos clínicos (65,5%) e tomavam cinco ou mais medicamentos (61,8%). Dentre as características da fragilidade, o sedentarismo atingiu 79,6% da amostra.  A baixa escolaridade, queixa de dor nos membros inferiores” e “prejuízo na mobilidade” apresentaram influência na fragilidade. Essas características apontam fatores modificáveis da saúde do idoso como o prejuízo na mobilidade; bem como fatores que não modificáveis, como a escolaridade e controláveis, como a dor.

Os desafios futuros serão descobrir a relação de causa e efeito dessas condições clínicas com a elaboração de estudos mais complexos, como ensaios clínicos, estudos multicêntricos, entre outros. Com isso, os benefícios acontecerão para os idosos, que possivelmente terão novas abordagens terapêuticas, e para a comunidade científica com as futuras publicações. 

Assista a seguir o vídeo de Bartolomeu Fagundes de Lima Filho.

Referências

FERREIRA, M.C., et al. Redução da mobilidade funcional e da capacidade cognitiva no diabetes melito tipo 2. Arq Bras Endocrinol Metab [online]. 2014, vol. 58, no. 9, pp. 946-952, ISSN: 1677-9487 [viewed 3 June 2020]. DOI: 10.1590/0004-2730000003097. Available from: http://ref.scielo.org/qrgk42

FHON, J.R.S., et al. Factors associated with frailty in older adults: a longitudinal study. Rev. Saúde Pública [online]. 2018, vol. 52, 74, ISSN: 1518-8787 [viewed 3 June 2020]. DOI: 10.11606/s1518-8787.2018052000497. Available from: http://ref.scielo.org/nsnqcz

FRIED, L.P., et al. Frailty in older adults: evidence of a phenotype. The Journals of Gerontology: Series A [online]. 2001, vol. 56, no. 3, pp. M146-M157. e-ISSN: 1758-535X [viewed 3 June 2020]. DOI: 10.1093/gerona/56.3.M146. Avaliable from: https://academic.oup.com/biomedgerontology/article/56/3/M146/545770

Para ler o artigo, acesse

LIMA FILHO, B. F. de et al. The frailty syndrome in older adults with type 2 diabetes mellitus and associated factors. Rev. bras. geriatr. gerontol. [online]. 2020, vol. 23, no. 1, e190196, ISSN 1981-2256 [viewed 15 June 2020]. DOI: 10.1590/1981-22562020023.200196. Available from: http://ref.scielo.org/fqqwjy

Links externos

Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia – RBGG: www.scielo.br/rbgg

Facebook: https://www.facebook.com/RevistaBGG

Youtube: https://www.youtube.com/RBGG

Sobre o Autor

Bartolomeu Fagundes de Lima Filho é fisioterapeuta e doutorando acadêmico pelo Programa de Pós-Graduação em Fisioterapia na área de Avaliação e Intervenção em Fisioterapia Neurológica pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Pesquisador do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS) do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL).
E-mail: bartolomeu_fagundes2@hotmail.com
Lattes: http://lattes.cnpq.br/8035524421127198
Instagram: @bartofagundes; @ufrn.br

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

LIMA FILHO, B.F. de Quais fatores influenciam na fragilidade do idoso diabético [online]. SciELO em Perspectiva: Humanas, 2020 [viewed ]. Available from: https://humanas.blog.scielo.org/blog/2020/06/23/quais-fatores-influenciam-na-fragilidade-do-idoso-diabetico/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Post Navigation