Tag: História

Antropologia dos Museus com ênfase para a destruição do Museu Nacional

Horizontes Antropológicos em sua edição de número 53 é dedicada à Antropologia dos Museus e, especialmente, ao Museu Nacional, destruído por um incêndio no ano de 2018. Além disso, aborda temas que revelam inquietações e novidades para aqueles que trabalham na área de antropologia dos museus. Read More →

Fotografias 3×4 e a história do trabalho infanto-juvenil no Brasil da Era Vargas

Estudo analisa a presença de jovens entre 14 e 18 anos no mundo do trabalho durante as décadas de 1930 e 1940, momento de importantes avanços na legislação trabalhista brasileira. Partindo do estudo das fichas de qualificação profissional e das fotografias 3×4 dos jovens trabalhadores, o autor ressalta como nem sempre as normas de trabalho vigentes eram respeitadas pelas empresas do Rio Grande do Sul. Read More →

O complexo mapa do comércio sexual na Argentina de início do século XX

Estudo analisa o circuito do comércio sexual na Argentina de início do século XX a partir da figura dos rufiães, ou proxenetas, esse personagem complexo e central, responsável pelo aliciamento de mulheres. A pesquisa ressalta como os proxenetas compunham uma intricada rede social, de caráter transnacional, e que envolvia valores como confiança e solidariedade. Read More →

Popular Royalism: o engajamento do povo em defesa da monarquia

Varia Historia apresenta o dossiê “Monarquia, Império e Política Popular na Era das Revoluções Atlânticas”, que reúne pesquisadores de instituições do Brasil e estrangeiras. O dossiê discute o fenômeno do engajamento do povo em defesa da monarquia em diferentes contextos e perspectivas. Read More →

“As Direitas na América Latina”, uma série online sobre a história do tempo presente latino-americano

Varia Historia apresenta ao público uma série de três entrevistas intitulada “As Direitas na América Latina”. Nessas conversas, feitas em formato curto, com duração inferior a 20 minutos, os entrevistados debatem sobre os conceitos de direita e de esquerda ao longo da história, analisam o atual cenário das direitas na América Latina e comentam casos específicos sobre a atuação direitista no continente. Read More →

Louis Figuier e a divulgação das ciências: deslocamentos entre o “científico” e o “popular”

A presença dos textos do vulgarizador das ciências Louis Figuier na imprensa brasileira durante as décadas de 1850 a 1870 é tema de estudo da historiadora Kaori Kodama. A autora, ao analisar as menções feitas a Figuier, mostra como a vulgarização científica, novo gênero que buscava popularizar a ciência, permitiu a legitimação da atividade científica perante públicos diversos, bem como promoveu deslocamentos, aproximações e distanciamentos entre o “científico” e o “popular”. Read More →

A Atenção Primária em Saúde entre duas perspectivas: o legado de Alma-Ata

Depois de 40 anos da realização da histórica Conferência Internacional sobre Atenção Primária em Saúde, realizada em 1978 em Alma-Ata, Marcos Cueto analisa a validade de seus postulados nos dias de hoje, e um estudo singular sobre o Programa Mais Médicos recupera a constituição da subjetivação dos médicos cubanos na qual sobressai o atendimento humanitário internacional. Read More →

Os museus a serviço da sociedade: conservação e documentação aos olhos da comunidade

Desde a sua função de produzir conhecimento até as suas relações sociais com uso de espaços físicos e de compartilhamento de informação, os museus detêm um papel de mediador na sociedade contemporânea pleno de privilégio pela empatia que provocam e pelos recursos de que dispõem. Tal lugar carrega de responsabilidade instituições tradicionais. O caso do Museu Goeldi não é diferente e, em sua trajetória sesquicentenária, assume proporção ainda maior por sua localização geográfica e seu compromisso com a região que estuda. Read More →

Coleções: protagonismo indígena e curadoria compartilhada

No contexto de museus há várias formas de considerar o tratamento das coleções, que se constituem documentos de memória de povos, tradições, culturas. Uma responsabilidade institucional envolve o trabalho de curadores e estudiosos já que o patrimônio sob a guarda de museus no mundo inteiro são também fonte de pesquisa e, por conseguinte, formação de novos profissionais, pesquisadores em áreas como as que atua o Museu Paraense Emílio Goeldi, em Belém. Read More →

Memórias, modos de vida e vestígios de atividade humana

Estudar populações do passado a partir da análise dos vestígios materiais resultantes da atividade humana é o trabalho da arqueologia. No Pará, algumas culturas são bastante conhecidas como a Marajoara (Ilha do Marajó), a Tapajônica (Santarém) e a Konduri (bacia do Rio Trombetas). Read More →

O papel do Boletim de Humanas do Museu Paraense Emílio Goeldi na qualificação acadêmica contínua

Muitas fases marcam a trajetória do periódico até os dias atuais em sua versão Ciências Humanas. Aqui se apresentam depoimentos de ex-editores e as contribuições que cada um proporcionou ao Boletim e mais importante: eles discutem a importância da publicação diante de seu lugar de produção e do papel que desempenha para discutir questões que se configuram regionais, mas que tem impacto nacional e internacional. E vão além ao indicar a necessidade de periódicos da natureza do Boletim e sua contribuição para a formação acadêmica e para o desenvolvimento de uma capacidade crítica essencial para o fazer ciência. Read More →

Intelectuais, mediação cultural e vulgarização da ciência

Varia Historia traz em seu número 66 o dossiê “Imprensa e mediadores culturais: ciência, história e literatura”, organizado por Ângela Maria de Castro Gomes, Kaori Kodama e Maria Rachel Froés da Fonseca. Os artigos que compõem o dossiê abordam a atuação de diversos intelectuais que se valeram da imprensa para difundir projetos e ideias, além de popularizar o conhecimento científico. Read More →