Políticas educacionais: privatização do ensino e rotatividade docente

Dois temas centrais para as políticas educacionais são destaque em Educação e Pesquisa. Primeiro, a privatização da educação na América Latina, região em que mais aumentaram as matrículas privadas na educação básica, é abordada a partir da economia política da reforma educacional. O segundo discute as diferenças entre escolas de uma mesma rede pública a partir da rotatividade de professores, colocando à vista desigualdades no que tange à qualidade da educação oferecida. Read More →

Qual a importância do discurso indireto livre na composição de “Quincas Borba”, de Machado de Assis?

Machado de Assis potencializa a força dos eventos narrados em Quincas Borba por meio de um jogo de aproximação e distanciamento que o narrador executa em relação aos personagens. Para isso, o discurso indireto livre é procedimento fundamental, cuja importância aumentou na passagem da versão publicada no periódico “A Estação” para a versão em livro. Read More →

Novos estudos acerca da recepção da obra de Machado de Assis

Periódico publica dois novos estudos que tratam da recepção da obra de Machado de Assis. Em um deles, pesquisadores abordam textos críticos publicados acerca de Papéis Avulsos; já no outro, pesquisadora esmiúça a recepção do teatro machadiano em articulação com o processo de consagração literária do autor. Read More →

Nos bastidores da absolvição de Capitu: correspondências inéditas de Helen Caldwell

Estudo apresenta cartas inéditas em que Helen Caldwell formulou as principais ideias defendidas em The Brazilian Othello of Machado de Assis (1960), livro pioneiro que coloca em questão a veracidade do discurso do narrador em Dom Casmurro, de Machado de Assis. Read More →

Quem convocou o primeiro protesto pelo impeachment de Dilma?

Quem convocou o primeiro protesto pelo impeachment de Dilma Rousseff ainda em 2014? A mídia e a academia voltaram sua atenção para lideranças e movimentos que despontaram entre 2015 e 2016, no entanto, o fenômeno político que deu origem às mobilizações começou a se consolidar antes mesmo da existência do Facebook, Twitter, e YouTube, quando a rede social mais popular no Brasil era o Orkut. Read More →

O que pode a clínica na interface com a dança? Problematizações da saúde mental na Atenção Básica

A saúde mental na Atenção Básica é o tema de estudo que adentra uma unidade de saúde da família e convida a clínica a dançar. A pesquisa se utiliza do método cartográfico para apostar nas ressonâncias entre os campos da arte e da clínica. O chão torna-se aliado na proposta de uma clínica que faça proliferar sentidos. Read More →

O presente e o futuro em rede da Revista Estudos Feministas

O que separa conhecimento científico e militância? Como manter um periódico com tantas ofertas e demandas sem perder a qualidade e o rigor acadêmico? O trabalho em rede se apresenta como resposta a essas perguntas. A REF permanece aberta a novos debates e embates teóricos, conceituais, sociais. Read More →

África e Brasil: histórias e teorias cruzadas

As relações entre África e Brasil vão para muito além de uma história de escravização e diáspora. São histórias que se cruzam e se fortalecem, em traçados teóricos que correm simultâneos ou que se atravessam. Essa linha de mão dupla ganha cada vez mais visibilidade em pesquisas e nos periódicos acadêmicos. Read More →

Identidades queer pela ótica da pesquisa científica

As temáticas e abordagens LGBTQI+ estão cada vez mais presentes nas discussões propostas por pesquisas científicas. Teriam as questões identitárias deixando de ser apenas subjetivas, abrindo um campo de interesses acadêmicos? Feminismo lésbico, ativismo trans, não-binarismos, homossexualidades. O que impulsiona os estudos queer? Read More →

Humor gráfico, gênero e história: o riso feminista na REF

O humor gráfico foi um instrumento de protesto importante durante o regime militar brasileiro. O que pouca gente ouviu falar ou conhece é o humor gráfico feminista, publicado em periódicos que dialogavam com a ditadura e com o movimento feminista, que emergia no período. Vamos saber um pouco dessa história? Read More →

Percursos de uma trajetória acadêmica e política sob a ótica dos editoriais

Como os editoriais auxiliam na construção identitária do periódico? A REF acompanha e promove debates acadêmicos e sociais a cada novo número publicado. Com os textos de abertura, o público fica sabendo como as editoras concebem o trabalho, os rumos e avanços nas edições. Esses pequenos textos ajudam a conhecer o percurso do periódico. Read More →

Quais os desafios da internacionalização para os periódicos na área de Humanas?

Como alcançar a internacionalização de periódicos publicados no Brasil? Tema recorrente dos editores científicos é discutir quais meios e ações são necessários para projetar um periódico internacionalmente. Ao contrário de se oporem a esta tarefa, as editoras colocam em questão o próprio significado de internacionalização. Vamos discutir isso? Read More →