Tag: Educação E Sociedade

A falta de solidariedade e o desamparo humano na lógica perversa neoliberal

Moisés de Michelangelo. Estátua de mármore de um homem sentado com barba longa e olhar sério, uma tábua em um dos braços. Atrás uma parede com muitos detalhes em alto relevo.

Sustenta-se, a partir da filosofia da educação e da psicanálise, a hipótese de que a racionalidade neoliberal necessita do apagamento do outro para tocar seu projeto perverso e instalar um sistema de relações baseado na indiferença. Como contraponto, recorre-se à ética em Freud, amparada na inclusão do semelhante, experiência central na formação humana. Read More →

Sim, algoritmos educam!

Na sociedade de controle, as máquinas computacionais formam pessoas. Por meio de algoritmos, laptops e smartphones induzem os usuários de Internet a certos comportamentos. Seu intuito é torná-los pessoas impulsivas, dispersas e, sobretudo, separadas em grupos. Assim, a sociedade de controle revela uma capacidade poderosa de antecipar e criar desejo. Read More →

Onde tem violência urbana também tem violência escolar?

Diferentes classes sociais não vivenciam as mesmas experiências de violência nos espaços urbanos – sendo as mais abastadas as que menos sentem seus efeitos. Discussões sobre violência escolar nos cursos de licenciatura e ações do poder público podem contribuir para melhorar as condições sociais de estudantes em situação de vulnerabilidade. Read More →

As ações afirmativas descolonizam a educação e reeducam o Brasil

Foto em preto e branco. No centro uma pessoa com cabelo afro, camiseta preta e punho erguido

As ações afirmativas de promoção da igualdade racial representam a maior inflexão na sociedade brasileira dos últimos 20 anos. Os sujeitos das ações afirmativas trazem consigo outros saberes, cosmovisões e culturas desvelando históricos padrões coloniais de conhecimento e de poder. Nesse processo, a sociedade, a política e o Estado têm sido reeducados. Read More →

Paulo Freire e a educação de pessoas trabalhadoras

No ano em que se comemora o centenário de Paulo Freire, pesquisa apresenta encontros e reencontros com o referencial freireano, ao refletir experiências de diversas práticas educativas com pessoas trabalhadoras, vivenciadas inicialmente em movimentos populares e que chegam à escola pública. Como um dos resultados, os sentidos produzidos por essas práticas, ou, melhor dizendo, ao retomá-las como práxis educativas, foi possível perceber o caminho de ressignificação de uma luta pela alfabetização de jovens e adultos, o qual foi se reconstituindo como defesa da escola pública para os trabalhadores. Read More →

O que pode ensinar um muro de escola com pichações racistas e homofóbicas?

O que leva uma pessoa a se sentir no direito de colocar em um muro de uma escola pública um pensamento que distingue e separa sujeitos? Estudo discute a partir de pichações com posicionamentos racistas e homofóbicos, os jogos de poder e saber que definem e separam as vidas que são merecedoras de serem vividas daquelas que não serão tomadas como vidas. Read More →

O legado de Paulo Freire para a educação brasileira e sua passagem pela Unicamp e CEDES

A presença de Freire no debate educacional ao longo dos últimos anos, além de auxiliar nossa interpretação quanto aos contextos social e político em que vivemos hoje, nos permite “esperançar”: ter esperança e agir por e para um mundo melhor. Contextualizados no centenário de Paulo Freire e parte de uma sessão comemorativa que homenageia merecidamente o patrono da educação brasileira, destacam-se dois artigos que permitem entender a chegada do autor ao Brasil após o exílio, sua importante e conturbada passagem pela Unicamp, e seu legado registrado em produções de diferentes pesquisadores. Read More →

Impactos hiperburocráticos das máquinas digitais de administração da educação

Perante as promessas de desburocratização da educação admite-se, pelo contrário, a relevância da autoridade racional e informacional, servida por tecnologias da informação e instrumentos de controle digital. Estudo discute como máquinas de administrar a educação tenderão a produzir educação tão mais irracional em termos substantivos quanto mais racional em termos formais, podendo resultar numa educação desumanizada. Read More →

Como será o trabalho dos professores pós pandemia da COVID-19?

Estudo chama a atenção para a necessidade de mudanças profundas na educação e no trabalho pedagógico. Depois da pandemia de COVID-19, os professores vão ser mais importantes do que nunca, mas a profissão docente enfrentará desafios inéditos na sua história. Read More →

Como o currículo de uma escola pública brasileira influencia na formação de seus alunos?

Como a discursividade religiosa está imbricada na pedagogia de uma escola pública? Pesquisa apresentou práticas escolares que organizam o modo como o corpo escolar deve ser, sentir, pensar e agir a partir de regras pedagógico-religiosas que balizam e exercitam uma determinada maneira dos alunos entenderem as informações do mundo. Read More →

Como o feminismo negro contribui com as pesquisas a respeito das culturas infantis?

Estudo apresenta como o pensamento do feminismo negro pode contribuir para a análise das culturas infantis, destacando os aspectos correlacionados a interseccionalidade entre as relações raciais, de gênero, classe e de idade. Além disso, tem como proposta promover o debate relacionado ao epistemicídio presente no meio acadêmico. Read More →

Voto em Bolsonaro revela variante brasileira do populismo de direita

Em contraste com outros países, o Brasil de 2018 teve a maior a proporção de eleitores da extrema direita entre os cidadãos com melhor condição econômica. Pesquisa também revelou que, ao contrário da expectativa convencional, alta escolaridade não significou voto contra valores autoritários e em favor da diversidade na eleição presidencial. Read More →