Category: Es

Paulo Freire e a educação de pessoas trabalhadoras

No ano em que se comemora o centenário de Paulo Freire, pesquisa apresenta encontros e reencontros com o referencial freireano, ao refletir experiências de diversas práticas educativas com pessoas trabalhadoras, vivenciadas inicialmente em movimentos populares e que chegam à escola pública. Como um dos resultados, os sentidos produzidos por essas práticas, ou, melhor dizendo, ao retomá-las como práxis educativas, foi possível perceber o caminho de ressignificação de uma luta pela alfabetização de jovens e adultos, o qual foi se reconstituindo como defesa da escola pública para os trabalhadores. Read More →

O que pode ensinar um muro de escola com pichações racistas e homofóbicas?

O que leva uma pessoa a se sentir no direito de colocar em um muro de uma escola pública um pensamento que distingue e separa sujeitos? Estudo discute a partir de pichações com posicionamentos racistas e homofóbicos, os jogos de poder e saber que definem e separam as vidas que são merecedoras de serem vividas daquelas que não serão tomadas como vidas. Read More →

O legado de Paulo Freire para a educação brasileira e sua passagem pela Unicamp e CEDES

A presença de Freire no debate educacional ao longo dos últimos anos, além de auxiliar nossa interpretação quanto aos contextos social e político em que vivemos hoje, nos permite “esperançar”: ter esperança e agir por e para um mundo melhor. Contextualizados no centenário de Paulo Freire e parte de uma sessão comemorativa que homenageia merecidamente o patrono da educação brasileira, destacam-se dois artigos que permitem entender a chegada do autor ao Brasil após o exílio, sua importante e conturbada passagem pela Unicamp, e seu legado registrado em produções de diferentes pesquisadores. Read More →

Impactos hiperburocráticos das máquinas digitais de administração da educação

Perante as promessas de desburocratização da educação admite-se, pelo contrário, a relevância da autoridade racional e informacional, servida por tecnologias da informação e instrumentos de controle digital. Estudo discute como máquinas de administrar a educação tenderão a produzir educação tão mais irracional em termos substantivos quanto mais racional em termos formais, podendo resultar numa educação desumanizada. Read More →

Como será o trabalho dos professores pós pandemia da COVID-19?

Estudo chama a atenção para a necessidade de mudanças profundas na educação e no trabalho pedagógico. Depois da pandemia de COVID-19, os professores vão ser mais importantes do que nunca, mas a profissão docente enfrentará desafios inéditos na sua história. Read More →

“A novidade veio dar à praia” — transformações do ativismo e dos movimentos sociais contemporâneos

As pesquisas atuais sobre os movimentos sociais e a conflitualidade contemporânea são, em geral, reféns de um forte imediatismo. Presas na conjuntura imediata não conseguem captar as tendências, os sentidos e as disputas mais amplas em curso. Navegando contra essa corrente, estudos buscam contribuir a elucidar a atualidade dos movimentos sociais com um olhar que combina diferentes temporalidades e processos sociopolíticos. Read More →

Como pensar a prática docente em Sociologia da educação?

Utilizando a literatura franco-luso-brasileira sobre duas correntes sociológicas, considerando suas diferenças e similitudes, estudo propõe uma reflexão teórica sobre a prática docente. A partir de categorias de pensamento oferecidas pela sociologia da socialização e pela sociologia pragmática contribuem para uma visão mais completa e complexa da atividade profissional dos docentes. Read More →