Corrigir ou não corrigir? As limitações e os limites da edição de textos de Machado de Assis

Fernando Borsato, Mestrando em Literatura Brasileira na Universidade de São Paulo e assistente editorial da Machado de Assis em Linha, São Paulo, SP, Brasil.

Imagem: Arquivo MAEL

Neste quarto episódio do podcast especialmente desenvolvido para a Semana Especial da Machado de Assis em linha no Blog SciELO em Perspectiva: Humanas, João Roberto Faria e Marta de Senna apontam caminhos para se lidar com uma séria questão: afinal, deve-se ou não alterar textos clássicos, como os de Machado de Assis?

João Roberto Faria, professor aposentado da Universidade de São Paulo, responsável pela edição de peças teatrais e crônicas de Machado de Assis, aponta para a necessidade de atualização ortográfica e pondera a respeito dos níveis de interferência do editor nos textos, principalmente naqueles publicados em jornais e revistas. Em seguida, Marta de Senna, pesquisadora aposentada da Fundação Casa de Rui Barbosa, editora de contos e romances do escritor, disponíveis gratuitamente no site machadodeassis.net, explica a metodologia que utilizou na preparação dessa edição eletrônica.

Os dois editores parecem concordar que é legítimo corrigir os erros que são evidentemente erros tipográficos – o que contém certa ironia, uma vez que o próprio escritor, Machado de Assis, começou sua vida profissional atuando como tipógrafo. Este é o tema do artigo “Machado de Assis, tipógrafo“, de Tatiana Sena, no qual argumenta sobre a importância desse ofício para o aprendizado literário do escritor.

Ouça a seguir, no podcast, Rodrigo Trindade e Flávia Catita, assistentes editoriais da MAEL, conversarem com os pesquisadores João Roberto Faria e Marta de Senna. As entrevistas completas com os pesquisadores-editores constam no dossiê “Editar Machado de Assis”, publicado na Machado de Assis em Linha (vol. 13, no. 29).

Referências

ASSIS, M. de. Ao acaso. In: ASSIS, M. de.  Obra Completa. São Paulo: Nova Aguilar, 2015. vol. 4.

DIEGO, M. Entrevista com Marta de Senna. Machado Assis Linha [online]. 2020, vol. 13, no. 29, pp. 181-189, ISSN: 1983-6821 [viewed 21 July 2020]. DOI: 10.1590/1983-68212020132913. Available from: http://ref.scielo.org/km7hcg

GUIMARÃES, H. de S. Entrevista com João Roberto Faria. Machado Assis Linha [online]. 2020, vol. 13, no. 29, pp. 148-154. ISSN: 1983-6821 [viewed 21 July 2020]. DOI: 10.1590/1983-68212020132910. Available from: http://ref.scielo.org/zb5mx4

Para ler o artigo, acesse

SENA, T. Machado de Assis, tipógrafo. Machado Assis Linha, [online]. 2020, vol. 13, no. 29, pp. 33-46. ISSN: 1983-6821 [viewed 21 July 2020]. DOI: 10.1590/1983-6821202013293.  Available from: http://ref.scielo.org/y5x6hp

Links externos

Machado de Assis em Linha – MAEL: www.scielo.br/mael

www.facebook.com/machadodeassisemlinha/

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

BORSATO, F. Corrigir ou não corrigir? As limitações e os limites da edição de textos de Machado de Assis [online]. SciELO em Perspectiva: Humanas, 2020 [viewed ]. Available from: https://humanas.blog.scielo.org/blog/2020/08/06/corrigir-ou-nao-corrigir-as-limitacoes-e-os-limites-da-edicao-de-textos-de-machado-de-assis/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Post Navigation