Ensaios problematizam relações entre religião, crítica literária e Machado de Assis

Tiago Seminatti, Assistente editorial da Machado de Assis em linha – revista eletrônica de estudos machadianos, São Paulo, SP, Brasil

A Machado de Assis em linha número 22, publicada em dezembro de 2017, apresenta dois artigos que tocam em assuntos ligados à esfera religiosa. Em “O midraxe machadiano em ‘Na arca'”, Carlos Ribeiro Caldas Filho, da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, analisa o conto “Na arca”, de Machado de Assis, considerando sua relação com o episódio do dilúvio na perspectiva do midraxe, um gênero textual de abordagem do texto bíblico, para concluir que, no conto, o escritor “construiu o seu midraxe, mas não com propósito hermenêutico”, e sim com “intenção de apontar para a falibilidade humana” (CALDAS FILHO, 2017, p. 52).

No estudo, Caldas Filho primeiro observa que o midraxe é “um método judaico de interpretação bíblica que consiste na releitura e recontagem de determinada narrativa, acrescentando-lhe detalhes” (2017, p. 49), e emprega o estudo Midrash Rabbah: a Torá oral e a discussão rabínica medieval, de Azevedo (2007), para explicar a função e especificidade desse gênero textual. Acerca dos significados presentes no vocábulo midraxe, recorre ao estudo “Midraxe e alegoria: os inícios da interpretação escritural”, de Bruns (1997). Em seguida, o pesquisador interpreta “Na arca”, conto incluído em Papéis Avulsos, de 1882, efetuando uma análise que aborda o pseudônimo Eleazar, sob o qual o conto foi publicado no jornal O Cruzeiro, o subtítulo “Três capítulos inéditos do gênesis” e a estrutura narrativa do texto.

No outro artigo que relaciona Machado ao campo religioso, “Católicos integrais, cético absoluto: duas leituras de Machado”, Pablo Simpson, da Universidade Estadual Paulista, em São José do Rio Preto, apresenta ensaio sobre os projetos críticos de influência católica de Alceu Amoroso Lima e Álvaro Lins a partir da relação que ambos estabeleceram com a obra machadiana. Para tanto, o pesquisador traça a trajetória crítica de Alceu, que desenvolveu uma relação de aproximação e afastamento da literatura escrita por Machado de Assis ao longo da vida. Isso porque, mostra Simpson, Alceu não aprovava completamente o pessimismo e o ceticismo do escritor, apesar de reconhecer a exímia qualidade artística que possuía. Já Lins, por outro lado, mostraria mais abertura para compreender o ceticismo em sua relação com o homem e a realidade, relacionando-o a questões de ordem estética.

Deste modo, é considerando tais questões que Simpson discute os projetos críticos de Alceu Amoroso Lima e Álvaro Lins, ambos fortemente influenciados pelo viés católico. Assim, conforme atesta, o “interesse é percorrer menos a obra de Machado do que essa crítica” (SIMPSON, 2017, p. 33), por meio de uma investigação acerca do diálogo entre os dois críticos em que Machado é colocado “como um espelho, ou um enigma”, algo que proporciona “um debate crítico variado, divergente” (SIMPSON, 2017, p. 33). Portanto, recuperando a oposição entre ética e estética que foi explorada por críticos como João Luiz Lafetá (2004) e é fundamental para a compreensão do modernismo literário brasileiro, Simpson emprega tal embate como forma de análise das leituras da obra machadiana feitas por Lins e Alceu para aprofundar o tipo de crítica formulada por esses dois importantes intérpretes da literatura brasileira.

Referências

AZEVEDO, L. V. Midrash Rabbah: a Torá oral e a discussão rabínica medieval. Caderno de Pesquisa do CDHIS, n. 36/37, ano 20, p. 165-174, 2007.

BRUNS, G. L. Midraxe e alegoria: os inícios da interpretação escritural. In: ALTER, Robert; KERMODE, Frank (Orgs.). Guia literário da Bíblia. São Paulo: Edunesp, 1997. pp. 667-690.

LAFETÁ, J. L. Estética e ideologia: o modernismo em 30. In: LAFETÁ, João Luiz. A dimensão da noite e outros ensaios. São Paulo: Duas Cidades; Ed. 34, 2004. pp. 55-71.

Para ler os artigos, acesse

CALDAS FILHO, C. R. O Midraxe Machadiano em “Na Arca”. Machado Assis Linha [online]. 2017, vol.10, n.22, pp.47-59. ISSN 1983-6821. [viewed 9 February 2018]. DOI: 10.1590/1983-6821201710224. Available from: http://ref.scielo.org/ksb4yw

SIMPSON, P. Católicos integrais, cético absoluto: duas leituras de Machado. Machado Assis Linha [online]. 2017, vol.10, n.22, pp.29-46. ISSN 1983-6821. [viewed 9 February 2018]. DOI: 10.1590/1983-6821201710223. Available from: http://ref.scielo.org/2gkgwj

Link externo

Machado de Assis em Linha – MAEL: www.scielo.br/mael

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

SEMINATTI, T. Ensaios problematizam relações entre religião, crítica literária e Machado de Assis [online]. SciELO em Perspectiva: Humanas, 2018 [viewed ]. Available from: http://humanas.blog.scielo.org/blog/2018/03/05/ensaios-problematizam-relacoes-entre-religiao-critica-literaria-e-machado-de-assis/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post Navigation