Machado de Assis em Linha completa 10 anos com dossiê “Machado de Assis e a História”

Tiago Seminatti, Assistente Editorial da Machado de Assis em linha – revista eletrônica de estudos machadianos, São Paulo, SP, Brasil. E-mail: tiago.seminatti@gmail.com

A Machado de Assis em linha apresenta, no número 23, o dossiê “Machado de Assis e a História”, organizado por Leonardo Affonso de Miranda Pereira, da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, e Sidney Chalhoub, da Universidade Estadual de Campinas e da Harvard University. Nos seis artigos que compõem o dossiê, o leitor acessa estudos que procuram articular questões estéticas, políticas e sociais, empreendidos de modo a preservar a autonomia do texto literário no mais diversos gêneros analisados.

Desse conjunto de artigos, destaca-se “Das batalhas literárias e sociais surge o ‘método’: escravidão, trabalho livre e imigração nas crônicas de Machado de Assis (1878-1883)”, de Ana Flávia Cernic Ramos, professora de Universidade Federal de Uberlândia. Nele, a pesquisadora observa a trajetória do cronista e mostra como ele desestabilizou discursos da época, sobretudo aqueles inspirados em teorias científicas racistas e evolucionistas. Para isso, investiga como Machado lidou com o assunto da imigração de trabalhadores para o Brasil, como a de russos e chineses, em “Notas Semanais” (1878) e “Balas de estalo” (1883), num contexto de transição do trabalho escravo para o assalariado, de modo a articular as estratégias discursivas do cronista com a configuração dos narradores ficcionais do escritor.

A crônica também é objeto central de estudo em outros dois artigos do dossiê. Em “Machado de Assis e a história: o processo eleitoral nas crônicas de ‘A semana'”, Benito Petraglia, pós-doutorando da Universidade Federal Fluminense, articula um diálogo entre as leituras de estudiosos do processo eleitoral — e de suas fraudes — no Império e na Primeira República e a visão machadiana sobre o assunto presente em fragmentos das crônicas de “A semana”, produzidas entre 1892 e 1897. Em “O casamento republicano na crônica de Machado de Assis”, Maria Luzia Alves Brito, pesquisadora da Universidade Federal de Uberlândia, estuda o diálogo que Machado estabeleceu com o debate em torno de questões relacionadas ao casamento civil, ao divórcio e aos direitos dos cônjuges na coluna “A Semana”, escrita durante a década de 1890.

O teatro ganha destaque em “‘Cá está a criadinha!’: uma análise da imitação Hoje avental, amanhã luva de Machado de Assis (1860)”, de Rodrigo Camargo de Godoi, pesquisador na Universidade Estadual de Campinas. Ao estudar a peça Hoje avental, amanhã luva, tradução que Machado de Assis fez de Chasse au Lion, de Gustave Vattier e Émile Najac, o artigo investiga como as traduções das peças ocorriam durante a década de 1860, não raro sem limites claros entre a paráfrase, a paródia ou a imitação, e como o escritor e teatrólogo lidou com esse cenário em apreciações críticas e na tradução que fez da peça francesa.

O gênero conto ganha destaque em “De Botafogo à Tijuca: sobrevivência e autonomia feminina nas Várias Histórias de Machado de Assis”, de Daniela Maria Megid, doutoranda da Universidade Estadual de Campinas. No estudo, a pesquisadora analisa o contexto de produção de Várias Histórias e, interessada na questão da violência de gênero e temáticas femininas, dá destaque ao conto “A cartomante”.

Por fim, em “O ‘dia delírio’ de Machado de Assis e as festas da abolição”, Renata Figueiredo Moraes, professora da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, trata do diversificado envolvimento de Machado com as festas da abolição: como funcionário público, na produção de poesia sob encomenda e, sobretudo, por meio do olhar crítico que dispara sobre esse processo enquanto esteve na posição de cronista. Deste modo, o estudo das relações entre Machado de Assis e a História, exploradas em trabalhos como os de Chalhoub (2003), Gledson (2003) e Massa (1971), recebe uma nova contribuição.

Referências

CHALHOUB, S. Machado de Assis, historiador. São Paulo: Companhia das Letras, 2003.

GLEDSON, J. Machado de Assis – Ficção e História. São Paulo: Paz e Terra, 2003.

MASSA, J.M. A juventude de Machado de Assis (1839-1870): ensaio de biografia intelectual. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1971.

Para ler os artigos, acesse

Machado Assis Linha vol.11 no.23 São Paulo Jan./Apr. 2018

Link externo

Machado de Assis em Linha – MAEL: www.scielo.br/mael

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

SEMINATTI, T. Machado de Assis em Linha completa 10 anos com dossiê “Machado de Assis e a História” [online]. SciELO em Perspectiva: Humanas, 2018 [viewed ]. Available from: http://humanas.blog.scielo.org/blog/2018/08/06/machado-de-assis-em-linha-completa-10-anos-com-dossie-machado-de-assis-e-a-historia/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post Navigation