A verdade do “bilete” e nosso mundo da pós-verdade

Maria Helena Cruz Pistori, Editora associada de Bakhtiniana, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), São Paulo, SP, Brasil.

Nos sete artigos que compõem Bakhtiniana (v. 15, n. 1), o leitor vai encontrar diferentes oportunidades para refletir acerca da expressão discursiva em variadas esferas ideológicas: nas redes sociais, na fotojornalismo, nos movimentos sociais, na literatura, no próprio discurso teórico.

O artigo em destaque “É verdade este bilete”: relações dialógicas e(m) discurso no ciberespaço, assinado pelas pesquisadoras da PUC-Campinas/SP, Eliane Fernandes Azzari, Maria de Fátima Silva Amarante, Eliane Righi de Andrade, apresenta o amplo diálogo ocorrido entre os universos on-line e acontecimentos off-line, interpretando as réplicas e posições axiológicas derivadas da postagem de um bilhete escrito por uma criança de 5 anos.

A fundamentação teórica da análise são os pressupostos bakhtinianos, que consideram a interação discursiva a realidade fundamental da linguagem (VOLÓCHINOV, 2017, p. 219). Assim, se os sentidos se constituem na interação social, isto é, no diálogo — compreendido não apenas como a interação face a face, mas como a comunicação orientada para discursos anteriores e mesmo posteriores —, tal fato é uma realidade bastante concreta nas redes sociais.

A partir daquele “bilete”, as autoras acompanham a dinâmica das interações sociais no Facebook, tomando-o como uma “ágora digital”, metáfora da antiga praça pública grega, local de trocas, debates jurídicos, entretenimento, exercício democrático e, sobretudo, de socialização. Nessa nova “paisagem digital”, os enunciados são compartilhados, muitas vezes com ironia e humor, cada um buscando estabelecer a sua “vontade de verdade”, como postula Foucault (2002, p. 18).

Na dinâmica das interações sociais expostas na série de enunciados alheios que derivam da primeira postagem – inclusive novas páginas no FB, as pesquisadoras mostram as reações ativas e valorativas dos locutores, caracterizando um ser humano “repleto de palavras interiores” (VOLÓSHINOV, 2017, p. 254), e constituindo o(s) sujeito(s) e a sociedade por meio de seus discursos. Além disso,

“[…] ao apontar quem fala, o que fala, para quem fala, quando fala, onde fala e como fala, ou seja, ao evidenciar as relações dialógicas em comunicação discursiva, […] a análise expõe elementos do regime de verdade (sugerido nas discussões foucaultianas), que está em constituição na ágora digital, sendo esta uma de suas contribuições para a continuidade dos estudos sobre os discursos e os sujeitos da contemporaneidade” (AZZARI et al., 2020, p. 30).

Enfim, se este artigo conduz o leitor a repensar os valores e “regimes de verdade” encontrados nas redes sociais, a entrevista com Lakshmi Bandlamudi, professora de Psicologia na LaGuardia Community College, City University of New York, último texto do número, instiga o leitor a refletir sobre o mundo da “pós-verdade”.

Referências

FOUCAULT, M. A ordem do discurso. Tradução Laura Fraga de Almeida Sampaio. 8. ed. São Paulo: Edições Loyola, 2002.

VOLÓCHINOV, V. N. Marxismo e filosofia da linguagem. Problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. Tradução, notas e glossário Sheila Grillo e Ekaterina Vólkova Américo. Ensaio introdutório Sheila Grillo. São Paulo: Ed. 34, 2017.

Para ler o artigo, acesse

AZZARI, E. F.; AMARANTE, M. de F. S. and ANDRADE, E. R. de. “É verdade este bilete”: relações dialógicas e(m) discurso no ciberespaço. Bakhtiniana, Rev. Estud. Discurso [online]. 2020, vol. 15, no. 1, pp.7-32, ISSN 2176-4573 [viewed 28 January 2020]. DOI: 10.1590/2176-457341595. Available from: http://ref.scielo.org/8vsrj9

Link externo

Bakhtiniana: Revista de Estudos do Discurso – BAK: www.scielo.br/bak/

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

PISTORI, M. H. C. A verdade do “bilete” e nosso mundo da pós-verdade [online]. SciELO em Perspectiva: Humanas, 2020 [viewed ]. Available from: https://humanas.blog.scielo.org/blog/2020/02/13/a-verdade-do-bilete-e-nosso-mundo-da-pos-verdade/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post Navigation