O que as cafeterias têm a ensinar sobre processos organizativos

Letícia Fantinel, Professora, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Vitória, ES, Brasil.

Eduardo Davel, Professor, Universidade Federal da Bahia (UFBA), Salvador, BA, Brasil.

Pesquisadores da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) e Universidade Federal da Bahia (UFBA), no artigo “Learning from sociability-intensive organizations: an ethnographic study in a coffee organization”, publicado pela BAR – Brazilian Administration Review (vol. 16, no. 4), mapearam os principais processos organizativos que permeiam a gestão de espaços nos quais o apelo central é a interação social, e não a venda de algum produto específico. A partir desses processos, chegou-se à identificação de um tipo organizacional característico, ao qual deram o nome de “organizações de sociabilidade intensiva”, que possuem características próprias e ensejam cuidados peculiares, com os quais se pode aprender sobre a importância das interações pessoais cotidianas nas organizações.

A pesquisa foi realizada numa cafeteria em Salvador, durante o doutorado de Letícia Fantinel, e teve como foco analisar as sociabilidades ocorridas neste espaço organizacional. Ela esteve em campo durante meses frequentando e realizando diversas atividades na organização e observando e interagindo com colaboradores e clientes. Os resultados das observações e entrevistas foram tratados pelos dois autores com técnicas qualitativas de análise provenientes do método etnográfico (CAVEDON, 2008).

Os três processos organizativos identificados foram os seguintes: (1) organizar a fertilização do diálogo e interações; (2) organizar a fluidez do espaço e (3) organizar a fabricação da espontaneidade. Cada um deles demanda práticas de gestão específicas que foram identificadas no caso estudado e cuja análise pode contribuir para gestores e acadêmicos compreenderem melhor as relações humanas nas organizações, que ocorrem não apenas nas organizações de sociabilidade intensiva, mas que nelas são visíveis de forma mais evidente. Sabe-se da importância dos espaços de sociabilidade em todas as organizações (mesmo num escritório tradicional o espaço do cafezinho tem seu valor), por isso compreender o que se passa nesses espaços e como eles são ou podem ser produzidos é relevante do ponto de vista da administração.

Do ponto de vista teórico, os autores contribuem ao mobilizar um referencial teórico clássico da Sociologia, baseado no trabalho seminal de Simmel (2005), fazendo as devidas mediações para a área de Administração. O artigo foi elaborado a partir de uma revisitação dos dados obtidos na tese de doutorado de Fantinel (2012), no contexto de um projeto que teve como objetivo investigar diversas organizações cujo negócio central tinha relação com as sociabilidades. Desde então, a autora tem realizado e supervisionado diversos estudos em bares, casas noturnas, cafeterias, clubes, entre outros espaços organizacionais.

Referências

CAVEDON, N.R. Antropologia para administradores. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2008.

FANTINEL, L.D. Os significados do espaço e as sociabilidades organizacionais: estudo de um café em salvador. Universidade Federal da Bahia, Salvador, 2012. Disponível em: https://Repositorio.Ufba.Br/Ri/Bitstream/Ri/24604/1/Letícia Dias Fantinel.Pdf

SIMMEL, G. As grandes cidades e a vida do espírito (1903). Mana [online]. 2005, vol. 11, n. 2, pp.577-591, ISSN 0104-9313 [viewed 29 April 2020]. DOI: 10.1590/S0104-93132005000200010. Available from: http://ref.scielo.org/zbf2yr

Para ler o artigo, acesse

FANTINEL, L. and DAVEL, E.P.B. Learning from sociability-intensive organizations: an ethnographic study in a coffee organization. BAR, Braz. Adm. Rev. [online]. 2019, vol. 16, n. 4, e180142. ISSN: 1807-7692 [viewed 8 April 2020]. DOI: 10.1590/1807-7692bar2019180142. Avaliable from: http://ref.scielo.org/x6qs72

Links externos

BAR – Brazilian Administration Review – BAR: www.scielo.br/bar

https://bar.anpad.org.br

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

FANTINEL, L. and DAVEL, E. O que as cafeterias têm a ensinar sobre processos organizativos [online]. SciELO em Perspectiva: Humanas, 2020 [viewed ]. Available from: https://humanas.blog.scielo.org/blog/2020/04/29/o-que-as-cafeterias-tem-a-ensinar-sobre-processos-organizativos/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Post Navigation