Famílias atingidas por hidrelétricas: o que ocorre com a saúde e o ambiente?

Lisiane da Rosa, Mestre egressa do Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde da Universidade Comunitária da Região de Chapecó (UNOCHAPECÓ), Chapecó-SC, Brasil

Maria Assunta Busato, Docente do Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde da Universidade Comunitária da Região de Chapecó (UNOCHAPECÓ), Chapecó-SC, Brasil

Rosa e colaboradores, no artigo “Repercussões na saúde das famílias que vivenciaram mudanças ambientais provocadas pela construção de usina hidrelétrica” publicado na Ambiente & Sociedade (v. 21), verificaram que a construção de uma usina hidrelétrica causou transformações ambientais, sociais e na saúde das famílias atingidas. Também provocou rompimento do convívio entre vizinhos e fragilização dos laços de amizade, além dos sentimentos de pertencimento abaladas com o desmembramento das comunidades.

Imagem do lago e da UHE Foz do Chapecó

Imagem do lago e da UHE Foz do Chapecó

Observaram que as repercussões na saúde devido às mudanças no ambiente físico e social sentidas pelas famílias foram agravos como hipertensão, depressão, tristeza, falta de motivação para enfrentar as mudanças e inseguranças em relação ao porvir. O rompimento das relações de vizinhança e parentesco gerou quadros de ansiedade e dor nas famílias. Os pesquisadores realizaram este estudo na região da bacia do rio Uruguai, em municípios afetados pela Usina Hidrelétrica (UHE) Foz do Chapecó, em Santa Catarina. Dialogaram com 13 famílias agricultoras atingidas pelo reservatório, sendo selecionadas pelo método “bola de neve”, aquelas que tiveram sua propriedade ou seu local laboral total ou parcialmente alagado pelo reservatório. O conteúdo das entrevistas seguiu a orientação de Minayo (2013), utilizando o método de análise de conteúdo com abordagem de análise temática. A pesquisa evidenciou os impactos e modificações que grandes hidrelétricas causam no ambiente e na vida da população atingida. Percebe-se a cobiça e ganância de grandes grupos envolvidos em projetos dessa natureza, em que apresentam um desenvolvimento que, na maioria das vezes, não atende a grande maioria da população. Assim os efeitos à saúde humana, devem ser levados em consideração em todo processo de implantação de empreendimentos de grande porte, pois a área geográfica e as comunidades sofrem em silêncio as repercussões de toda essa transformação.

Referências

MINAYO, M. C. S. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 13. ed. Rio de Janeiro: Hucitec; Abrasco, 2013.

Para ler o artigo, acesse

ROSA, L., BUSATO, M. A., FERRAZ, L. and CAMPONOGARA, S. Repercussions of environmental transformations produced by hydroelectric power plant construction for the health of local families. Ambient. soc. [online]. 2018, vol.21, e02453. ISSN 1414-753X. [viewed 23 August 2018]. DOI: 10.1590/1809-4422asoc0245r3vu18l1td. Available from: http://ref.scielo.org/y6rbt4

Link externo

Ambiente & Sociedade – ASOC: www.scielo.br/asoc

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

Famílias atingidas por hidrelétricas: o que ocorre com a saúde e o ambiente? [online]. SciELO em Perspectiva: Humanas, 2018 [viewed ]. Available from: http://humanas.blog.scielo.org/blog/2018/08/28/familias-atingidas-por-hidreletricas-o-que-ocorre-com-a-saude-e-o-ambiente/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post Navigation