“… Nessa rua, nessa rua tem um bosque”

Henrique S. Pereira, professor titular do Centro de Ciências do Ambiente da Universidade Federal do Amazonas, Manaus, AM, Brasil

Pesquisadores do Centro de Ciências do Ambiente da Universidade Federal do Amazonas investigaram a valorização de fragmentos florestais urbanos (FFU) a partir da percepção de moradores do entorno segundo artigo “Topofilia e valoração ambiental de fragmentos florestais urbanos em uma cidade amazônica”, publicado na Ambiente & Sociedade (v. 21), e concluíram que dependendo do contexto, a permanência dos FFU desperta sentimentos contraditórios que podem ser de apreço ou aversão.

O estudo conduzido em uma metrópole amazônica demonstrou que a topofilia (TUAN, 1980), ao contrário do esperado, não se desenvolve em locais onde a permanência do fragmento é associada com criminalidade. Somente em contextos favoráveis, quanto mais próxima do fragmento esteve localizada a moradia, mais positiva foi a valorização declarada pelos moradores. No entanto, em qualquer dos contextos, quanto maior a intensidade de interação do morador com o fragmento florestal, medida como o tempo de moradia do entrevistado no local, mais positiva foi a percepção quanto à permanência do fragmento.

Para aferir a valorização dos FFU, os autores partiram do conjunto de 13 atributos propostos por Brown e Reed (2000), ao qual acrescentaram o atributo Ecoético “… para representar um valor claramente não utilitarista e não antropocêntrico” (PEREIRA; KUDO, SILVA, 2018, p. 4). Os moradores de Manaus não consideram que a preservação desses fragmentos na paisagem seja importante porque essas florestas são fonte de recursos naturais dotados de valor de mercado, como madeira, lenha, frutos e outro alimentos silvestres, mas sim por seus valores de não uso, ou seja, valores ecocêntricos.

Independentemente do gênero, nível de escolaridade e de renda, pessoas mais velhas e que moram há mais tempo no local valorizam mais positivamente os fragmentos especialmente pelos valores espirituais, históricos e culturais que florestas urbanas em suas vizinhanças representam.

Logomarca do projeto FLORESTICIDADES: Estudos para a sustentabilidade de ecossistemas urbanos na Região Metropolitana de Manaus.

Logomarca do projeto FLORESTICIDADES: Estudos para a sustentabilidade de ecossistemas urbanos na Região Metropolitana de Manaus.

Stepahny A. Kudo conduziu a pesquisa de campo em dois bairros de Manaus, em 2014, como parte de seu mestrado em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia – PPGCASA (KUDO, 2015). A pesquisa fez parte do projeto “Floresticidades” – (Estudos para a sustentabilidade de ecossistemas urbanos na Região Metropolitana de Manaus), realizado com o apoio da FAPEAM e coordenado por Henrique S. Pereira.

Referências

BROWN, G. and REED, P. Validation of a forest values typology for use in National Forest planning. Forest Science, v. 46, n. 2, p. 240-247, 2000. eISSN: 1938-3738 [reviewed 30 July 2018]. DOI: 10.1093/forestscience/46.2.240. Available from: https://academic.oup.com/forestscience/article-abstract/46/2/240/4617157?redirectedFrom=fulltext

KUDO, S. A. Avaliação dos processos de gestão ambiental em fragmentos florestais urbanos públicos na cidade de Manaus. 2015. 113 f. Dissertação (Mestrado em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia) – Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2015. Available from: https://tede.ufam.edu.br/handle/tede/4719

TUAN, Y.F. Topofilia: um estudo da percepção, atitudes e valores do meio ambiente. Tradução: Lívia de Oliveira. São Paulo: Difel, 1980.

Para ler o artigo, acesse

PEREIRA, H. S., KUDO, S. A. and SILVA, S. C. P. Topophilia and environmental valuation of urban forest fragments in an Amazonian city. Ambient. soc. [online]. 2018, vol.21, e01590. ISSN 1414-753X. [viewed 23 August 2018]. DOI: 10.1590/1809-4422asoc170159vu18l1ao. Available from: http://ref.scielo.org/pdk2wh

Links externos

Ambiente & Sociedade: www.scielo.br/asoc

Programa de Pós-graduação em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia: http://www.ppgcasa.ufam.edu.br/

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas: http://www.fapeam.am.gov.br/

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

PEREIRA, H. S. “… Nessa rua, nessa rua tem um bosque” [online]. SciELO em Perspectiva: Humanas, 2018 [viewed ]. Available from: http://humanas.blog.scielo.org/blog/2018/08/30/nessa-rua-nessa-rua-tem-um-bosque/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post Navigation