Antropologia e Educação na Semana Especial de Educação & Realidade para o Blog SciELO em Perspectiva | Humanas

Luís Armando Gandin, Professor titular da Faculdade de Educação e Programa de Pós-Graduação em Educação e Editor-chefe de Educação & Realidade, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, Brasil.

Conhecendo a trajetória do periódico

Imagem: Capa do fascículo 2020 45(2)

Educação & Realidade comemora em 2021 seus 45 anos de publicação ininterrupta. Trata-se de um dos mais respeitados periódicos científicos da área da educação no Brasil, tendo sido qualificado no topo do ranking do Qualis Capes desde o início desse sistema de avaliação. É publicado, on-line e impresso, pela Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. A apresentação de uma pluralidade de perspectivas teóricas é um dos pilares da política editorial de Educação & Realidade, o que atesta a sua história de liderança na proposição de questões candentes na área da educação. O periódico tem como objetivo servir de veículo não apenas para o conhecimento e as pesquisas já consolidadas, mas também para perspectivas inovadoras — tanto no que se refere à argumentação quanto à metodologia — e que se apresentam como alternativas aos modelos estabelecidos.

A publicação tem realizado plenamente a sua missão e a sua política editorial, algo que pode ser claramente identificado em sua história, que se diferencia da maioria das outras publicações científicas na área de educação. Educação & Realidade sempre publicou o que de melhor estava disponível tanto no Brasil, quanto no mundo, sendo responsável (como iniciadora ou incentivadora) pela introdução de temas centrais na discussão acadêmica brasileira na área de educação. Um exemplo deste pioneirismo é a apresentação de um número temático sobre o construtivismo e a apresentação de uma perspectiva crítica em relação a essa concepção, já nos anos de 1993/1994. Também é importante citar a publicação do texto, hoje clássico, de Joan Scott – “Gênero: uma categoria útil de análise histórica” – em 1990, que, de alguma maneira, inaugurou um novo entendimento sobre a questão do gênero entre os pesquisadores no Brasil. Ao realizar sua missão de tensionar as fronteiras do conhecimento e da pesquisa em educação, Educação & Realidade também foi uma das primeiras publicações a oferecer aos leitores brasileiros artigos e números temáticos tratando das perspectivas dos estudos culturais e das perspectivas pós-estruturalistas, quando essas concepções ainda não tinham o destaque que têm hoje em nosso meio acadêmico. Educação & Realidade tem, ainda, uma vocação interdisciplinar, sempre propondo o debate nas fronteiras do campo da educação com as ciências humanas e sociais. Por último, a própria iniciativa de sempre publicar números com uma identidade temática, é um diferencial de Educação & Realidade, algo que fez escola, vide a propagação dessa forma de apresentação entre os periódicos de educação no Brasil.

Semana Especial no Blog SciELO em Perspectiva | Humanas

Nessa participação na Semana Especial de Educação & Realidade no Blog SciELO em Perspectiva | Humanas, destaca-se a seção temática “Antropologia da Educação” (vol. 45, no. 2). Essa seção foi editada pela professora Lesley Bartlett e pela doutoranda Claudia Triana, ambas da University of Wisconsin-Madison. A seção traz artigos de autores de vários países. A professora Lesley Bartlett é também uma das editoras associadas estrangeiras (com o professor Tristan McCowan do University College London, Reino Unido) de Educação & Realidade.

No primeiro dia, além deste post de abertura, traz-se o post de Lesley Bartlett, intitulado “What anthropology contributes to the study of education”, apresentando a seção temática “Antropologia da Educação” e as atuais contribuições dos estudos antropológicos para o campo da educação.

No segundo dia, o primeiro press “Constellations across borders: Brazilian children and families’ perspectives”, de Gabrielle Oliveira, examina por meio de uma pesquisa etnográfica, como as crianças migrantes concebem sua identidade nas escolas e salas de aula nos Estados Unidos. O segundo press é “Cultures of accountability in indigenous early childhood education in Mexico”, de Aldo Anzures Tapia, no qual o autor mostra como uma cultura de accountability tem burocratizado a educação indígena no México.

O terceiro dia, apresenta o post “Relaciones entre historia y política durante una protesta estudiantil: la mirada de los estudiantes”, onde Rodrigo Mayorga analisa os protestos estudantis no Chile, sob a perspectiva dos estudantes. E, também, o press “A importância do letramento na escola: uma proposta metodológica”, de Maria do Socorro Alencar Nunes Macedo. Nesse post, Macedo, realiza uma pesquisa etnográfica em uma escola brasileira, trazendo uma discussão da metodologia de pesquisa sobre o letramento na educação básica.

Já no quarto dia, o post intitulado “How Latinx immigrant and Muslim refugee engage in critical citizenship practices”, de Ariel Borns, observa como, nos Estados Unidos, imigrantes Latinas/os e refugiados muçulmanos de uma organização juvenil desafiam os estereótipos que existem sobre eles, por meio de espaços educativos comunitários. O segundo post é de um artigo do fluxo contínuo, de autoria de Junior Jonas Sichelero, sob o título “A linguagem como base material da instauração de sentido em educação”. O autor conclui que a instauração de sentido em educação tem na linguagem sua base material.

No quinto e último dia, “Docência na Educação de Jovens e Adultos em sistema prisional brasileiro e as políticas públicas” o primeiro post é de Maria Hermínia Lage Fernandes Laffin. A autora analisa as articulações entre as pesquisas acadêmicas e as políticas educacionais sobre a docência da Educação de Jovens e Adultos (EJA) no sistema de privação de liberdade. Encerrando a participação da Educação & Realidade na Semana Especial do Blog SciELO em Perspectiva | Humanas, o press “Os campos político e acadêmico e as influências acerca do discurso da educação especial: permanências e rupturas”, de Sirleine Brandão de Souza, discute como a inter-relação entre os campos político e acadêmico interferem na constituição do campo da educação especial. Além disso, apresenta o vídeo da atual equipe editorial de Educação & Realidade sobre os atuais e futuros projetos do periódico.

Dando início a essa semana especial, convidamos você leitor(a), para assistir ao vídeo do professor Luís Armando Gandin, com a participação das últimas duas editoras do periódico, Professoras Marisa Vorraber Costa e Rosa Maria Bueno Fischer, apresentando o histórico e importância de Educação & Realidade para o desenvolvimento da pesquisa em educação no Brasil e no mundo.

Links externos

Educação & Realidade – EDREAL: www.scielo.br/edreal

http://www.ufrgs.br/edu_realidade/

Sobre o autor

Luís Armando Gandin é Professor Titular da Faculdade de Educação e Programa de Pós-Graduação em Educação e Editor-Chefe de Educação & Realidade, Universidade Federal do Rio Grande do Sul. É Pesquisador Produtividade em Pesquisa do CNPq e atuou como Professor e Pesquisador Visitante na University of Wisconsin-Madison e Stanford University nos Estados Unidos e University of Cambridge no Reino Unido.
E-mail: Luis.Gandin@ufrgs.br
Lattes: http://lattes.cnpq.br/8878872105271901

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

GANDIN, L. A. Antropologia e Educação na Semana Especial de Educação & Realidade para o Blog SciELO em Perspectiva | Humanas [online]. SciELO em Perspectiva: Humanas, 2020 [viewed ]. Available from: https://humanas.blog.scielo.org/blog/2020/10/26/antropologia-e-educacao-na-semana-especial-de-educacao-realidade-para-o-blog-scielo-em-perspectiva-humanas/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post Navigation