Os campos político e acadêmico e as influências acerca do discurso da educação especial: permanências e rupturas

Sirleine Brandão de Souza, Professora, Faculdade de Educação, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, MG, Brasil.

O artigo “Os campos político e acadêmico e o discurso sobre educação especial”, publicado no periódico Educação & Realidade (vol. 45, no. 2), analisa as narrativas produzidas por pesquisadores acerca da constituição do campo da educação especial e sua inter-relação com os campos político e acadêmico. O estudo foi desenvolvido por meio de análises de artigos publicados na Revista Brasileira de Educação Especial, no período de 1992 a 2015. Concluiu-se que a relação entre esses campos reflete a busca incessante de um conjunto de pesquisadores para precisar com maior cuidado o campo da educação especial e a coexistência temporal de perspectivas afins, distintas e antagônicas, configurando ao campo uma identidade multifacetada, refletindo o movimento contraditório da sociedade e das políticas sociais.

A pesquisadora, com longa trajetória como professora dos anos iniciais da Educação Básica na rede pública municipal de São Paulo, aborda a dinâmica inerente aos campos, e especificamente ao campo da educação especial e as lutas simbólicas aí travadas, estruturando e sendo ao mesmo tempo estruturado por essa inter-relação entre campos, agentes e lugares ocupados socialmente. Assim, foram estabelecidos três períodos de análise, entendendo que as proposições políticas influenciaram a produção de conhecimento, que de alguma forma estabeleceram relação entre a designação desse alunado e o campo político.

O primeiro período compreende a década de 1990, evidenciando um tipo de debate no campo da educação especial, referente à denominação do aluno por ela abrangido. No período seguinte, anos 2000, predominam textos críticos acerca dessa designação e no período a partir de 2008, incorpora-se o termo necessidades educacionais especiais com a inclusão de um novo termo no campo – público-alvo da educação especial. A pesquisa demonstrou ainda que a utilização de termos por parte dos pesquisadores do campo evidencia, muitas vezes a legitimidade constituída por meio da crença que é depositada tanto nas palavras quanto naqueles que as pronunciam. Tal crença não pode ser compreendida somente como uma produção da competência das palavras, antes deve ser compreendida na relação estabelecida entre esta – a palavra – e o lugar ocupado legitimamente no campo de produção que tem relação com outros campos que constituem a realidade social. Destaca-se a relevância de estudos que discutem o próprio campo de conhecimento como objeto de estudo, demonstrando os limites e possibilidades, e assim, contribuindo com os avanços no e do campo.

A seguir, ouça o podcast de Sirleine Brandão de Souza ampliando a discussão sobre o tema.

Para encerrar a participação da Educação & Realidade na Semana Especial do Blog SciELO em Perspectiva | Humanas, apresenta-se o vídeo da atual equipe editorial de Educação & Realidade falando sobre os atuais e futuros projetos do periódico. Confira!

Referências

SOUZA, S. B. de S. Excepcionalidade, deficiência ou necessidades educacionais especiais: o aluno como constituinte do campo da educação especial. 2018. 172 f. Tese (Doutorado em Educação: História, Política, Sociedade) – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2018.

Para ler o artigo, acesse

SOUZA, S. B. de. The Political and Academic Fields and the Discourse on Special Education. Educ. Real. [online]. 2020, vol. 45, no. 2, e97373, ISSN: 2175-6236 [viewed 18 September 2020]. DOI: 10.1590/2175-623697373. Available from: http://ref.scielo.org/c53ym5

Links externos

Educação & Realidade – EDREAL: www.scielo.br/edreal

http://www.ufrgs.br/edu_realidade/

https://www.fae.ufmg.br

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

SOUZA, S. B. de Os campos político e acadêmico e as influências acerca do discurso da educação especial: permanências e rupturas [online]. SciELO em Perspectiva: Humanas, 2020 [viewed ]. Available from: https://humanas.blog.scielo.org/blog/2020/10/30/os-campos-politico-e-academico-e-as-influencias-acerca-do-discurso-da-educacao-especial-permanencias-e-rupturas/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Post Navigation