Fatores socioeconômicos (ainda) influenciam fortemente a eficiência educacional

Maria Cristina Gramani, Professora associada do Insper Instituto de Ensino e Pesquisa, São Paulo, SP, Brasil

A educação não pode ser vista como um pilar isolado, fatores socioeconômicos, como saneamento básico, renda, entre outros, possuem uma influência tão ou até mais forte sobre a educação do que fatores diretamente ligados a ela, tais como escolas e professores. O estudo “Análise dos determinantes de eficiência educacional do estado do Ceará” publicado no volume 25, número 95 de 2017 da Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, desenvolvido pela pesquisadora Maria Cristina Gramani do Insper Instituto de Ensino e Pesquisa, identificou os determinantes de eficiência educacional dos municípios do Estado do Ceará, que vem mostrando melhoras expressivas no seu desempenho escolar, principalmente nos anos iniciais do Ensino Fundamental (LIMA, 2012). A pesquisadora destaca como resultados principais, que os municípios benchmarkings estão aglomerados geograficamente em três clusters, justamente onde se situam os campi do curso de Medicina da Universidade Federal do Ceará, e também, que as variáveis — gasto per capita, nível de educação das mães e renda per capita são as que mais impulsionam a eficiência destes municípios. Por outro lado, a pesquisadora conclui que o número de escolas com acesso a esgoto sanitário e o baixo número de professores com Licenciatura na área em que atuam, são os determinantes de ineficiência dos municípios cearenses, ou seja, estas podem ser consideradas as variáveis com maior potencial para melhorias.

É importante notar também que, mesmo dentre os municípios considerados benchmarking, a média de escolas com acesso a esgoto sanitário é bastante baixa, de 19,8%.

Nesse estudo, a pesquisadora propõe um modelo de eficiência educacional e, usando a metodologia Data Envelopment Analysis, 172 municípios cearenses são analisados (HU; ZHANG; LIANG, 2009). Neste modelo, que inova por incluir além de variáveis educacionais, também fatores socioeconômicos. Foram utilizadas oito variáveis: um input, o gasto per capita e sete outputs relacionados a professores, qualidade da educação e fatores socioeconômicos que influenciam diretamente a educação (como renda, educação materna e acesso a esgoto sanitário).

Diversas melhorias no país vêm surgindo por meio de ações governamentais ou, até mesmo, por meio de ações isoladas de municípios, nesse sentido, o estudo de boas práticas escolares pode auxiliar na identificação de fatores que impulsionam o desempenho educacional (CALDERÓN; RAQUEL; CABRAL, 2015).

Dessa forma, a pesquisadora explora nesse artigo a educação pública no Estado do Ceará, que embora tenha a peculiaridade de ter conseguido avanços nos seus resultados nos últimos anos, ainda possui municípios com fatores socioeconômicos significativamente carentes.

Para ler os artigos acesse

CALDERÓN, A. I., RAQUEL, B. M. G.; CABRAL, E. S. O Prêmio Escola nota 10: meritocracia e cooperação para a melhoria do desempenho escolar. Ensaio: aval.pol.públ.Educ. [online]. 2015, vol. 23, n. 87, pp.517-540, ISSN 0104-4036 [viewed 18 July 2017]. DOI: 10.1590/S0104-40362015000100021. Available from: http://ref.scielo.org/cmqydf

GRAMANI, M. C. Análise dos determinantes de eficiência educacional do estado do Ceará. Ensaio: aval.pol.públ.Educ. [online]. 2017, vol. 25, n. 95, pp.507-526, ISSN 0104-4036 [viewed 20 May 2017]. DOI: 10.1590/s0104-40362017002500811. Available from: http://ref.scielo.org/wbvp89

HU, Y.; ZHANG, Z.; LIANG, W. Efficiency of primary schools in Beijing, China: an evaluation by data envelopment analysis. International Journal of Educational Management [online]. 2009, vol.23, n.1, pp.34-50. ISSN  0951-354X [viewed 18 July 2017]. DOI: 10.1108/09513540910926411. Available from: https://goo.gl/awZD98

LIMA, A. Ciclo de avaliação da educação básica do Ceará: principais resultados. Est. Aval. Educ. [online], 2012, vol.23, n.53, pp.38-58. ISSN 0103-6831 [viewed 18 July 2017]. Available from: https://goo.gl/6QG2Wb

Link externo

Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação – ENSAIO: http://www.scielo.br/ensaio/

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

GRAMANI, M. C. Fatores socioeconômicos (ainda) influenciam fortemente a eficiência educacional [online]. SciELO em Perspectiva: Humanas, 2017 [viewed ]. Available from: http://humanas.blog.scielo.org/blog/2017/07/21/fatores-socioeconomicos-ainda-influenciam-fortemente-a-eficiencia-educacional/

 

One Thought on “Fatores socioeconômicos (ainda) influenciam fortemente a eficiência educacional

  1. Pingback: Fatores socioeconômicos (ainda) influenciam fortemente a eficiência educacional

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post Navigation