Os povos originários e o pós-desenvolvimento na América Latina

Fernando de la Cuadra, Doutor em Ciências Sociais, Professor do Curso de Direito da Universidade Estácio, Fortaleza, CE, Brasil

asoc_logoA pesquisa foi desenvolvida no marco da participação do autor no Grupo de Trabalho sobre Mudança Ambiental Global, Movimentos Sociais e Políticas Públicas do Conselho Latino-americano de Ciências Sociais (CLACSO). Nela se procura questionar as formas convencionais de compreender os processos de desenvolvimento, por meio da superação da matriz eurocêntrica, evolucionista e teleológica. A partir da análise de dois estudos de casos de conflitos socioambientais na Bolívia (TIPNIS) e Peru (Camisea) que representam casos emblemáticos de adesão a esta matriz de pensamento e ação, o artigo se posiciona a respeito das possibilidades de ponderar outras modalidades de desenvolvimento em que se recupere “a palavra, o olhar e os saberes daqueles que deveriam ser pretensamente os beneficiários do desenvolvimento, a saber, as populações pobres e os povos originários do continente”. Nesse sentido, o texto pretende superar as limitações epistêmicas da maneira de entender a realidade desde a perspectiva ocidental, incorporando aspectos presentes na cosmovisão indígena a partir do que se tem convencionado em chamar como “diálogo de saberes”. Este diálogo de saberes representa uma fecunda alternativa de incorporar o conhecimento desde os setores até agora tratados como objetos de desenvolvimento, para constituir-se em protagonistas e sujeitos ativos de seu próprio processo de ser, pensar e estar no mundo. Por isso, a resistência a uma narrativa unilateral da modernidade e o desenvolvimento deve necessariamente incorporar outras cosmovisões para enriquecer a construção de um conhecimento que se assente na certeza da “existência de uma diversidade de saberes e essa diversidade seja aquela que enriquece cotidianamente nossa experiência humana”. Para ampliar a discussão o artigo intitulado “Indigenous people, socio-environmental conflict and post-development in Latin America” está publicado em inglês e espanhol no periódico Ambiente & Sociedade, volume 18, número 2 de 2015.

Para ler o artigo, acesse:

DE LA CUADRA, F. Indigenous people, socio-environmental conflict and post-development in Latin America. Ambient. soc. [online]. 2015, vol.18, n.2, pp. 23-40. [viewed 14th December 2015]. ISSN 1809-4422. DOI: 10.1590/1809-4422ASOCEx02V1822015en. Available from: http://ref.scielo.org/5bfjb2

Link externo:

Revista Ambiente e Sociedade – ASOC – www.scielo.br/asoc

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

DE LA CUADRA, F. Os povos originários e o pós-desenvolvimento na América Latina [online]. SciELO em Perspectiva: Humanas, 2016 [viewed ]. Available from: http://humanas.blog.scielo.org/blog/2016/01/05/os-povos-originarios-e-o-pos-desenvolvimento-na-america-latina/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post Navigation