MAEL apresenta dois ensaios pouco conhecidos de Antonio Candido sobre Machado de Assis

Tiago Seminatti, Assistente editorial da Machado de Assis em linha – revista eletrônica de estudos machadianos, São Paulo, SP, Brasil.

O número 21 do periódico Machado de Assis em linha, publicado em agosto de 2017, traz, na seção “Da tradição crítica”, dois ensaios de Antonio Candido sobre Machado de Assis que saíram na imprensa há mais de cinco décadas. Ieda Lebensztayn, pós-doutoranda na Universidade de São Paulo, apresenta os textos: “Duas Notas”, originalmente publicado no Diário de S. Paulo, em 16 de janeiro de 1947, e “Prefácio de um livro”, originalmente publicado em O Estado de S. Paulo, em 22 de junho de 1958.

Na apresentação, Lebensztayn relembra outros ensaios nos quais Antonio Candido (1918-2017), nome fundamental para o estudo da literatura brasileira, tratou da figura e obra de Machado de Assis, como “Música e música”, publicado em O Estado de S. Paulo em 1958, o célebre “Esquema de Machado de Assis” (CANDIDO, 1995), proferido em abril e maio de 1968 nas Universidades da Flórida (Gainesville) e Wisconsin (Madison), e “Machado de Assis de outro modo”, artigo que inicialmente saiu em II Colóquio UERJ: a interpretação, em 1990. Em seguida, a pesquisadora observa que os dois ensaios, “Duas notas” e Prefácio de um livro”, não estão reunidos em livros de Antonio Candido e neles “sobressaem questões fecundas no contexto da tradição crítica de análise e interpretação de Machado de Assis” (p. 4).

Sobre “Duas Notas”, Lebensztayn analisa a importância do verbo “mortificar” enquanto fecundo dispositivo empregado por Candido para o estudo da obra machadiana: ele “permite ao crítico partilhar com o leitor o impacto provocado pela literatura de Machado” (p. 4). E a questão sobre tal impacto permite que a pesquisadora avalie o discernimento de Candido acerca da polêmica questão que envolve a negatividade de Machado de Assis.  Já em relação a “Prefácio de um livro”, conforme observa, a questão do decoro é central no texto, uma vez que adquire significação complexa sob o senso analítico do crítico: ele “entrevê no decoro conflitos individuais e sociais e a inteligência do romancista” (p. 5). Além disso, segundo nota a pesquisadora, no texto está presente uma síntese da compreensão que Antonio Candido elabora sobre Machado de Assis e sobre o significado da crítica, visão esta que imprimiu rumos diferentes aos estudos literários no Brasil.

Por fim, a pesquisadora apresenta uma curta e cuidadosa biografia de Antonio Candido.

Referência

CANDIDO, A. Esquema de Machado de Assis. In: CANDIDO, A. 3. ed. Vários escritos.  São Paulo: Duas Cidades, 1995.

Para ler o artigo, acesse

CANDIDO, A. “Duas Notas e Prefacio de um livro”. Machado Assis Linha [online]. 2017, vol.10, no.21; pp.3-15, ISSN 1983-6821 [viewed 18 October 2017]. DOI: 10.1590/1983-6821201710211. Available from: http://ref.scielo.org/qmd83q

Link externo

Machado de Assis em Linha – MAEL: www.scielo.br/mael

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

SEMINATTI, T. MAEL apresenta dois ensaios pouco conhecidos de Antonio Candido sobre Machado de Assis [online]. SciELO em Perspectiva: Humanas, 2017 [viewed ]. Available from: http://humanas.blog.scielo.org/blog/2017/10/18/mael-apresenta-dois-ensaios-pouco-conhecidos-de-antonio-candido-sobre-machado-de-assis/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post Navigation