O redesenho dos ambientes digitais de informação em saúde: uma humanização necessária e urgente

Maria José Vicentini Jorente, Professora associada da Universidade Estadual de São Paulo Júlio de Mesquita Filho, Marília, SP, Brasil

Pesquisadoras do Laboratório de Pesquisa em Design e Recuperação da Informação (LADRI) pertencente à Faculdade de Filosofia e Ciências da Universidade Estadual Paulista, no campus de Marília, publicaram no volume 31 de 2019 do periódico Transinformação o artigo Collaborative e-Health Environments: The enhanced role of health agent, resultante de pesquisa inserida no projeto desenvolvido junto ao CNPq: Curadoria digital de ambiente de arquivamento de informação responsivo para apoio a famílias com casos de doenças pediátricas raras da primeira autora.

Trata-se da análise conjunta de ambientes digitais de informação em saúde sob a ótica das convergências entre a Ciência da Informação e o Design da Informação. A análise resultou na sugestão de recomendações para o redesign de ambientes digitais de informação em saúde, com foco nas condições emergentes da microcefalia. Tais condições, consequentes da epidemia de Zika que atingiu o Brasil, geram urgências no apoio às famílias das crianças afetadas. A microcefalia é uma condição neurológica rara em que a cabeça e o cérebro da criança são significativamente menores do que aqueles de outras crianças da mesma idade e sexo, provocando uma série de problemas de saúde, de ordem complexa. Nesse cenário, a principal recomendação das autoras é que o Design da Informação, área convergente à Ciência da Informação, seja considerado como área interdisciplinar com recursos estratégicos para promover a inclusão dos agentes de saúde, das famílias e das partes interessadas, como criadores de conteúdo dos ambientes digitais em tela (KAPLAN, 2001). A proposta inverte o direcionamento top-down dos projetos oficiais de e-Health que se concentram, geralmente, em gerentes de serviços de saúde, profissionais e parceiros de pesquisa.

Descrevem-se propriedades da Web 2.0 que convergem para a colaboração peer-to-peer e a mediação de agentes de saúde (CHOU et al., 2013). Como resultado, o redesign dos sistemas proverá lugares (e não espaços) em que as pessoas possam receber informações e trocar ideias e experiências sobre como lidar com tais condições, como a microcefalia. As recomendações para o redesign dos ambientes justificam-se pela real melhoria da comunicação e acesso às informações, nos resultados de buscas e na capacitação dos sujeitos envolvidos nas interações com os ambientes digitais. Busca-se, dessa maneira, contribuir com a promoção e educação em saúde bem como para a criação de aplicações destinadas ao compartilhamento das informações na Web2.0.

Referências

CHOU, W. Y. et al. Web 2.0 for health promotion: Reviewing the current evidence. American Journal of Public Health, v. 103, 1, p. 9-18, 2013. E-ISSN: 1541-0048 [reviewed 19 February 2019]. DOI: 10.2105/AJPH.2012.301071. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed?Db=PubMed&Cmd=ShowDetailView&TermToSearch=+23153164

KAPLAN, B. Evaluating informatics applications: clinical decision support systems literature review. International Journal of Medical Informatics, v. 64, n. 1, p. 15-37, 2001. ISSN: 1386-5056 [reviewed 19 February 2019]. DOI: 10.1016/S1386-5056(01)00183-6. Avaliable from: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S1386505601001836

Para ler os artigos, acesse

JORENTE, M. J. V. et al. Ambientes colaborativos de e-Saúde: o papel ampliado dos agentes de saúde. Transinformação, v. 31, e170059, 2019.  ISSN: 0103-3786 [viewed 18 April 2019].  DOI: 10.1590/2318-0889201931e170059. Available from: http://ref.scielo.org/wq39bd

Link externo

Transinformação – TINF: www.scielo.br/tinf

Centers for Disease Control and Prevention: https://www.cdc.gov/ncbddd/birthdefects/images/microcephaly-comparison-500px.jpg

Public Domain: https://commons.wikimedia.org/w/index.php?curid=46674502

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

JORENTE, M. J. V. O redesenho dos ambientes digitais de informação em saúde: uma humanização necessária e urgente [online]. SciELO em Perspectiva: Humanas, 2019 [viewed ]. Available from: http://humanas.blog.scielo.org/blog/2019/04/18/o-redesenho-dos-ambientes-digitais-de-informacao-em-saude-uma-humanizacao-necessaria-e-urgente/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post Navigation