Educação de idosos no Brasil: entre desafios e esperanças

Aparecida da Silva Xavier Barros, doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática e Tecnológica da Universidade Federal de Pernambuco, professora do Instituto Federal da Paraíba, PB, Brasil.

O artigo intitulado A Educação no entardecer da vida, publicado no vol.29, nº 113 da revista Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, procurou abordar o acesso da população idosa à Educação Formal no Brasil. Passando pelo contexto das siglas EJA (Educação de Jovens e Adultos) e EJAI (Educação de Jovens, Adultos e Idosos), com suas significações “teóricas”, defende que a Educação de idosos caminhou na História da Educação brasileira entre desafios e esperanças.

Tratou-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa, com coleta documental e bibliográfica de dados e de informações. Os resultados obtidos apontaram que, com o aumento da expectativa de vida no país, cresce a necessidade de políticas e programas educacionais permanentes e presentes em todo o território nacional, que deem conta de atender às necessidades e às singularidades dos idosos.

Imagem: Instituto Paulo Freire.

A situação é desafiadora porque os indicadores de escolaridade dessa parcela da população evidenciam progresso lento, o que, talvez, possa ser explicado pela pouca visibilidade desses sujeitos no cenário educativo. Afinal, uma Educação que prioriza processos de certificação dos estudantes em detrimento do acesso ao conhecimento, não serve para a Educação de idosos. Acreditamos que a Educação capaz de responder às necessidades desses sujeitos não é essa, mas aquela entendida enquanto projeto de humanização e de transformação, como nos ensinou Freire (1981; 1987; 2011).

Sendo assim, não percamos nossas esperanças! Esperançar, em nosso texto, é lutar, mesmo diante de situações difíceis, por uma Educação melhor, não apenas para os idosos, mas, também, para a população brasileira como um todo.

Referências

FREIRE, P. Ação Cultural Para a Liberdade e outros escritos. 5ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1981.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 17 ª ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 43ª ed. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

Para ler o artigo, acesse

BARROS, A.S.X., et al. A Educação no entardecer da vida. Ensaio: aval. pol. públ. educ. [online]. 2021, vol. 29, no. 113, pp. 1115-1135 [viewed 00 November 2021]. https://doi.org/10.1590/S0104-403620210002902496. Available from: http://ref.scielo.org/tpqrm5

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

BARROS, A.S.X. Educação de idosos no Brasil: entre desafios e esperanças [online]. SciELO em Perspectiva: Humanas, 2021 [viewed ]. Available from: https://humanas.blog.scielo.org/blog/2021/11/12/educacao-de-idosos-no-brasil-entre-desafios-e-esperancas/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Post Navigation