urbe retrata questões inerentes ao processo de planejamento urbano de cidades do Brasil, Chile e França

Mário Renato Lobato da Silva, Apoio técnico editorial, Curitiba, PR, Brasil

urbe_logoA terceira edição de urbe do ano de 2016 apresenta dez artigos que trazem discussões sobre formas de analisar o processo de urbanização das cidades e diferentes procedimentos de gestão a partir de tais estudos. Entre os artigos em destaque, tem-se: “Os paradoxos entre os urbanos no município de Barcarena, Pará” que aborda o processo de urbanização nas pequenas cidades da Amazônia que, com o passar do tempo, fez surgir cidades conectadas ao mercado global por meio da indústria. O município de Barcarena, no estado do Pará, é utilizado como estudo de caso para compreender a reestruturação urbana a partir da industrialização e os paradoxos urbanos advindos desse processo que tem modificado a realidade local.

“Urban growth trends in midsize Chilean cities: the case of Temuco” traz uma análise sobre os processos de crescimento urbano em cidades médias chilenas usando Temuco como estudo de caso, mostrando um olhar histórico da cidade e, em seguida, mencionando que nas últimas décadas estes tipos de cidades foram submetidas a novas formas de segregação associado a atividades imobiliárias, tendo como consequências problemas urbanos, pobreza, paralisação da economia regional e poluição ambiental, comprometendo a sustentabilidade desses espaços e questionando os parâmetros atuais de desenvolvimento.

E, por fim, “La place de la biodiversité dans les documents de planification urbaine en France”, traz a discussão sobre a conscientização dos atores sociais e políticos relacionados às questões ambientais e como a necessidade de conservação da biodiversidade leva a novas políticas e uso de ferramentas inovadoras de ordenamento do território, como o Esquema de Coerência Territorial (SCOT), sendo um instrumento central de desenvolvimento comunitário urbano francês. Assim, o artigo procurou identificar estratégias e limites deste instrumento de planejamento em relação às suas estratégias e implementação, assim como a sua relevância e ações.

Os demais trabalhos abordaram diferentes pesquisas envolvendo estudos de caso em várias cidades brasileiras. O artigo “Centralidades urbanas e sistemas de transporte público em Goiânia, Goiás” refere-se aos estudos sobre as centralidades no município de Goiânia, no estado de Goiás, permitindo revelar importantes diretrizes para os processos de planejamento urbano, de transportes e de mobilidade urbana. O estudo “Base de dados de desastres naturais no município de Poços de Caldas/MG: ferramenta para o planejamento e a gestão territorial” apresentou um levantamento dos desastres naturais ocorridos na região e as suas correlações com os registros de chuvas, subsidiando a previsão temporal e espacial da ocorrência desses eventos. O artigo “A agregação das tecnologias de informação e comunicação ao espaço público urbano: reflexões em torno do Projeto CyberParks – COST TU 1306” apresentou o projeto CyberParks para discutir a relação entre o uso de meios digitais (smartphones, conexões wi-fi, etc.) em espaços públicos (parques, jardins, praças, etc.) e a contribuição das novas tecnologias para qualificar e aumentar a participação de usuários na sua produção e manutenção. O artigo “As transformações da paisagem urbana do bairro Nossa Senhora das Dores no município de Santa Maria/RS” trouxe os estudos sobre as transformações da paisagem no bairro Nossa Senhora das Dores como forma de compreender e valorizar as transformações socioespaciais produzidas por diferentes atores.

O estudo “Apropriação do espaço livre público na metrópole contemporânea: o caso da Praça Tiradentes em Curitiba/PR” apontou a importância dos espaços livres públicos para o desenvolvimento da vida pública nas cidades, sendo uma preocupação recorrente nos diversos campos que permeiam os estudos urbanos, apresentando a Praça Tiradentes, no centro de Curitiba/PR como estudo de caso. O trabalho “A felicidade da população trabalhadora de Cascavel/PR segundo a métrica do índice de felicidade interna bruta” abordou sobre a identificação das variáveis que mais influenciam na felicidade dos trabalhadores do município de Cascavel, no Estado do Paraná, tendo como referência o índice de Felicidade Interna Bruta (FIB). O artigo “Os reassentamentos involuntários em programas de urbanização e de saneamento: os casos PROMABEN, PROSAMIM e PROBACANGA” apresentou uma análise sobre os processos de reassentamentos involuntários (RI) implantados em projetos de intervenção urbana na Amazônia brasileira: o PROBACANGA, de São Luís, no Maranhão, que recebe financiamento do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (BIRD); o PROMABEN, de Belém, no Pará, e o PROSAMIM, de Manaus, no Amazonas, dois programas apoiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

A urbe. Revista Brasileira de Gestão Urbana é um periódico de estudos urbanos, de frequência quadrimestral, on-line e de acesso aberto.

Para ler os artigos, acesse

urbe. Revista Brasileira de Gestão Urbana, vol. 1 no. 3, Curitiba, nov. 2016 -<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_issuetoc&pid=2175-336920160003&lng=en&nrm=iso>

Link externo

urbe – URBE: www.scielo.br/urbe

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

SILVA, M. R. L. urbe retrata questões inerentes ao processo de planejamento urbano de cidades do Brasil, Chile e França [online]. SciELO em Perspectiva: Humanas, 2017 [viewed ]. Available from: http://humanas.blog.scielo.org/blog/2017/01/12/urbe-retrata-questoes-inerentes-ao-processo-de-planejamento-urbano-de-cidades-do-brasil-chile-e-franca/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post Navigation