Como se aprende em redes de micro e pequenas empresas? O que a literatura nos diz?

Maria Elena Leon Olave, Professora do Programa de Pós-Graduação em Administração (PROPADM), Universidade Federal de Sergipe (UFS), São Cristóvão, SE, Brasil.           

Abimael Magno do Ouro Filho, Professor do Programa de Pós-Graduação em Administração (PROPADM), Universidade Federal de Sergipe (UFS), São Cristóvão, SE, Brasil.

Pesquisadores da Universidade Federal de Sergipe, no artigo “Aprendizagem interorganizacional em redes de micro e pequenas empresas: um olhar integrativo da literatura”, publicado no Cadernos EBAPE.BR (vol. 18, no. 1),  apresentaram o tema aprendizagem organizacional em redes de micro e pequenas empresas (MPEs), utilizando-se de revisão integrativa da literatura, procedimento no campo da bibliometria, que utiliza redes com base em grafos, e estatísticas descritivas para entender como a literatura tem abordado o tema aprendizagem interorganizacional em redes de MPES.

Os principais resultados demonstram que, das poucas publicações existentes, a maior parte foi desenvolvida por autores europeus e as pesquisas têm como objeto central a aprendizagem entre empresas que participam de um tipo de rede conhecida como cluster. A análise de redes sociais demonstrou que existem poucas redes de autores que pesquisam sobre o tema, bem como não há ainda um número de publicações expressivas. Na análise descritiva, verificou-se que o maior número de autores está localizado na Itália. A maior parte das publicações encontra-se no Journal of Small Business Management e no Journal of Knowledge Management.

Os pesquisadores usaram a revisão integrativa, que busca analisar estudos teóricos e empíricos anteriores sobre um determinado tema e na qual conclusões totais são extraídas (BOTELHO; CUNHA; MACEDO, 2011). Foram realizadas pesquisas paralelas nos periódicos CAPES: Web of Science e Wiley Online Library, utilizando os termos de pesquisa interorganizational learning and SME; AIO and PMEs; inter-firm learning and SME; e aprendizagem entre empresas e PME. Na análise de textos, foi utilizada a de rede social (SNA) com base em grafos. De acordo com Ferguson e Lovell (2014), usando o conceito de redes que incorpora análises probabilísticas baseadas na repetição da palavra em sua posição relativa e sua relação com palavras chaves, desenvolvendo, assim, um grafo com a rede de palavras.

A aprendizagem no âmbito organizacional é um tema complexo, apresentando-se em vários níveis: aprendizagem individual, grupal, organizacional e interorganizacional. Ressalta-se que as redes entre MPEs incorporam atores divergentes e, consequentemente, a aprendizagem entre eles pode assumir formas diferenciadas, quais sejam: colaboração em equipes de  P&D; projetos conjuntos de pesquisa; treinamentos; podendo ser vertical (cadeia de valor) ou horizontal (empresas do mesmo setor) (MALMBERG; MASKELL, 2006).

Referências

BOTELHO, L.; CUNHA, C.C. and MACEDO, M. O método da revisão integrativa nos estudos organizacionais. Gestão e sociedade [online]. 2011, vol. 5, no. 11, pp. 121-136, ISSN: 1980-5756 [viewed 23 April 2020]. DOI: 10.21171/ges.v5i11.1220. Avaliable from: https://www.gestaoesociedade.org/gestaoesociedade/article/view/1220

FERGUSON, R.S. and LOVELL, S.T. Permaculture for agroecology: design, movement, practice, and worldview. A review. Agron. Sustain. Dev [online]. 2014, vol. 34, pp. 251-274, e-ISSN: 1773-0155 [viewed 23 April 2020]. DOI: 10.1007/s13593-013-0181-6. Avaliable from: https://link.springer.com/article/10.1007/s13593-013-0181-6

MALMBERG, A. and MASKELL, P. Localized learning revisited. Growth and Change [online]. 2006, vol. 37, no. 1, pp. 1-18, e-ISSN:1468-2257 [viewed 23 April 2020]. DOI: 10.1111/j.1468-2257.2006.00302.x. Avaliable from: https://onlinelibrary.wiley.com/doi/abs/10.1111/j.1468-2257.2006.00302.x

Para ler o artigo, acesse

OURO FILHO, A. M. do; OLAVE, M. E. L. and BARRETO, I. D. de C. Interorganizational learning in networks of micro and small enterprises: an integrative look at the literature. Cad. EBAPE.BR [online]. 2020, vol. 18, no. 1, pp.74-90, ISSN 1679-3951 [viewed 6 May 2020]. DOI: 10.1590/1679-395177660x. Available from: http://ref.scielo.org/ybtpgf

Links externos

Cadernos EBAPE.BR – CEBAPE: www.scielo.br/cebape/

Link institucional dos autores: www.ufs.br

Páginas institucionais do periódico: www.ebape.fgv.br

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

OLAVE, M. E. L. and OURO FILHO, A. M. Como se aprende em redes de micro e pequenas empresas? O que a literatura nos diz? [online]. SciELO em Perspectiva: Humanas, 2020 [viewed ]. Available from: https://humanas.blog.scielo.org/blog/2020/06/10/como-se-aprende-em-redes-de-micro-e-pequenas-empresas-o-que-a-literatura-nos-diz/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Post Navigation