Como avaliar e selecionar projetos de mobilidade urbana?

Gilberto Perez, Editor-chefe da Revista de Administração Mackenzie – RAM, São Paulo, SP, Brasil. 

Vitória Batista Santos Silva, Editora Assistente da Revista de Administração Mackenzie – RAM, São Paulo, SP, Brasil.

A mobilidade urbana é um tema que proporciona discussões em várias esferas, em razão de realçar desde questões que envolvem um planejamento complexo, até mesmo problemas mais simples que podem ser observados no cotidiano por aqueles que precisam se deslocar, seja para o trabalho, para o lazer, dentre outros motivos. Neste contexto, uma série de projetos são formulados com objetivo de resolver alguma das lacunas identificadas no âmbito da mobilidade urbana. Em teoria, a avaliação de projetos deveria levar em conta duas variáveis principais: se a sua concretização de fato traz benefícios para a área em que será realizado, e se é vantajoso do ponto de vista econômico para a entidade que o realiza – seja ela pública ou privada. Todavia, na prática há diversos aspectos que devem ser analisados, para que se possa decidir entre projetos semelhantes, qual deve ser o mais indicado.

Foi publicado na edição 22.5 da Revista de Administração Mackenzie – RAM o estudo de Paranaiba e Carvalho (2021), “Priorização de projetos de infraestrutura em mobilidade urbana com base na configuração urbana e no escalonamento multidimensional”, que teve como objetivo propor um método alternativo de avaliação e priorização de projetos ligados à questão da mobilidade urbana, levando em consideração variáveis econômicas, financeiras e espaciais – esta última sendo considerada sob o escopo da teoria da sintaxe espacial, desenvolvida por Hillier e Hanson (1984).

Imagem: The Digital Artist on Pixabay.

Utilizando como método o escalonamento multidimensional, como ferramenta de avaliação multivariada, partiu-se dos pressupostos de que a análise de custo-benefício poderia ser estabelecida por meio de um processo de causa e consequência, considerando que a configuração urbana em determinado momento é o que acaba contribuindo justamente para o que é observável – acidentes, congestionamentos, etc. – além de avaliar a sustentabilidade do projeto na esfera financeira. Assim, seria possível estabelecer quais as variáveis que devem ser selecionadas para auxiliar na escolha de quais projetos devem ser priorizados.

Os resultados indicaram que as mencionadas variáveis financeiras, espaciais e econômicas se mostraram eficazes para a seleção dos projetos mais viáveis para solucionar questões de mobilidade urbana, tanto para a tomada de decisão em si, quanto no sentido de identificar e estabelecer o alcance de metas vinculadas a determinada política pública.

Referências

HILLIER, B. and HANSON, J. The social logic of space. Cambridge: University Press, 1984.

Para ler o artigo, acesse

PARANAIBA, A. C. and CARVALHO, E. B. PRIORITIZATION OF URBAN MOBILITY INFRASTRUCTURE PROJECTS BASED ON URBAN CONFIGURATION AND ON MULTIDIMENSIONAL SCALING. RAM. Revista de Administração Mackenzie [online]. 2021, vol.22, no.05 [viewed 05 October 2021]. https://doi.org/10.1590/1678-6971/eRAMF210196. Available from: http://ref.scielo.org/d7t5vs

Links externos

Corpo Docente PPGA Mackenzie: https://www.mackenzie.br/pos-graduacao/mestrado-doutorado/sao-paulo-higienopolis/administracao-de-empresas/corpo-docente/

RAM. Revista de Administração Mackenzie – RAM: www.scielo.br/ram

Revista de Administração Mackenzie: http://editorarevistas.mackenzie.br/index.php/RAM

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

PEREZ, G. and SILVA, V. B. S. Como avaliar e selecionar projetos de mobilidade urbana? [online]. SciELO em Perspectiva: Humanas, 2021 [viewed ]. Available from: https://humanas.blog.scielo.org/blog/2021/10/06/como-avaliar-e-selecionar-projetos-de-mobilidade-urbana/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Post Navigation