Author: Fernanda Cantarim

Parâmetros de qualidade para sistema cicloviário

Pesquisa demonstra os resultados quanto a criação do IM Ciclo (Índice de Mobilidade Cicloviária) baseado em parâmetros estatísticos/matemáticos que traduzem a continuidade, fragmentação, densidade e funcionalidade de um sistema cicloviário. Com estudo de caso em Balneário Camboriú e Itajaí (Santa Catarina), o resultado demonstra que os indicadores são aderentes e sensíveis à quantificação da qualidade do sistema cicloviário dessas cidades. Read More →

Neoliberalismo e a transformação do espaço urbano

O que é a cidade neoliberal? Que tipos de efeitos ela gera no tecido urbano? A discussão é sobre os efeitos da lógica mercadológica na transformação do tecido urbano latino-americano. Pesquisa conceitual e análise de exemplos da América Latina demonstram que as cidades são reestruturadas de forma a camuflar as desigualdades sócioespaciais geradas pelos interesses mercadológicos e do capital imobiliário. Read More →

Cidade vertical? A lógica de localização em um sistema urbano

Pesquisa utiliza da Teoria da Sintaxe Espacial (TSE) para discutir a localização de edifícios residenciais verticais dentro do sistema urbano, bem como agentes e fatores definidores desse processo. A análise de sete recortes da cidade de Florianópolis busca entender a lógica da integração e escolha de localização dos edifícios residenciais verticais. Os resultados apontam mudanças ao longo das últimas décadas. Read More →

Malha ferroviária e patrimônio histórico e cultural: uma discussão sobre os “lugares centrais”

A malha ferroviária brasileira é parte de nosso patrimônio histórico e tema de debates sobre preservação da cultura nacional. Estudo propõe arranjo teórico para identificar centralidades dessa malha, apontando quais atributos e trechos devem ser preservados. A questão é apresentada a partir do caso de Recife, primordial no desenvolvimento da Rede Ferroviária Nordeste. A discussão contempla entrevista escrita e vídeo. Read More →

Como os usuários podem contribuir na produção de espaços arquitetônicos e urbano?

Estudo apresenta as especificidades e consequências da partilha da produção da arquitetura e da intervenção urbana com os usuários. A partir de conceitos de Jacques Rancière e Jacques Lacan, e entrevistas com o coletivo Basurama (São Paulo), observam-se os pressupostos e tratamentos hierárquicos das funções de especialistas e usuários no processo participativo de produção do espaço. Read More →