Pode o teste de Rorschach contribuir para a compressão das características de personalidade de crianças com TDAH?

Anna Helena Haddad, mestranda, UNIFESP, São Paulo, Brasil.

Kelsy Catherina Nema Areco, UNIFESP, São Paulo, Brasil.

Latife Yazigi, professora titular, UNIFESP, São Paulo, Brasil.

O Estudo “Personality Impairment in Children and Adolescents with ADHD, publicado na Paidéia (Ribeirão Preto), vol.31, teve inicio em 2014 e buscou abordar um dos mais recorrentes diagnósticos da infância: o Transtorno da Falta de Atenção com Hiperatividade ou TDAH, como é conhecido. O quadro abrange sintomas de desatenção e/ou hiperatividade e/ou impulsividade, e cursa com a presença de muitas comorbidades, ou seja, quadros clínicos que costumam estar associados a ele, como: os transtornos externalizantes do comportamento e da conduta e os transtornos ansiosos.

O Estudo foi realizado, com crianças e adolescentes provenientes de Ambulatórios de especialidade do Serviço de Psiquiatria da Infância e Adolescência (SEPIA) do Hospital das Clínicas de São Paulo (HC-FMUSP), assim como com um grupo de escolares matriculados em escolas do ensino fundamental e desenvolvimento típico. Os instrumentos escolhidos foram: A Entrevista diagnóstica Kiddie-Sads-PL e o Teste de Rorschach na sua versão R-PAS.

Imagem: HADDAD, A. H., et al.

Ao contrario do previsto na literatura, observou-se que crianças e adolescentes diagnosticadas com TDAH, apresentaram boa compreensão de comportamentos adaptativos, boa apreensão da realidade. Foram abordadas nesse grupo as dificuldade em manter estáveis os processos de pensamento e raciocinio, a visão negativa de si próprios e dos demais, a dificuldade para estabelecerem relacionamentos cooperativos, caraterísticas essas citadas na literatura do Roschach e TDAH.

Desta forma, o estudo da personalidade de crianças e adolescentes aponta para comportamentos de risco e vulnerabilidade psicossocial resultando na necessidade de atendimento diversificado (psicopedagógico, fonoaudiológico, neurológico), envolvimento da família no tratamento, desenvolvimento de habilidades sociais e do autocontrole, criação de grupos de amigos, estabelecimento de diretrizes pedagógicas que atendam às particularidades de cada criança/adolescente, incentivo e prática de atividades esportivas e artísticas.

Para ler o artigo, acesse

HADDAD, A. H., et al. Personality Impairment in Children and Adolescents with ADHD. PAIDÉIA (USP. ONLINE) [online].2021, vol.31, pp.03-20 [viewed 29 July 2021]. https://doi.org/10.1590/1982-4327e3105. Available from: http://ref.scielo.org/jhsryv

Links Externos

Paidéia (Ribeirão Preto) – PAIDEIA: https://www.scielo.br/paideia

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

HADDAD, A. H., ARECO, K. C. N. and YAZIGI, L. Pode o teste de Rorschach contribuir para a compressão das características de personalidade de crianças com TDAH? [online]. SciELO em Perspectiva: Humanas, 2021 [viewed ]. Available from: https://humanas.blog.scielo.org/blog/2021/07/29/pode-o-teste-de-rorschach-contribuir-para-a-compressao-das-caracteristicas-de-personalidade-de-criancas-com-tdah/

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.

Post Navigation