A altmetria mudará a forma de medir a ciência?

tes_thumb

O último número de 2016 traz reflexões sobre a altmetria, dentre elas o questionamento à efetividade de antigas métricas, como o fator de impacto. As crises dos modelos fordista e soviético, no final do século XX, revigoraram a crítica de Marx à sociabilidade capitalista? Confira a resposta no ensaio, mas acompanhe as implicações da implementação da educação permanente e da participação social em conselhos locais de saúde. Read More →

Carlos Alberto Scolari fala sobre as mudanças na pesquisa em Comunicação

interc_thumb

Em entrevista exclusiva publicada em Intercom – Revista Brasileira de Ciências da Comunicação, o pesquisador espanhol Carlos Alberto Scolari aborda temas relacionados à comunicação móvel e digital, às mudanças na pesquisa em Comunicação e os principais desafios dos pesquisadores. O autor trata, ainda, de sua mais recente obra sobre o que ele denomina “nova ecologia das mídias”. Read More →

A relação entre pessoas e a natureza é tema da nova edição do Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi

bgoeldi

O segundo número de 2016 do Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi trata das relações de grupos humanos com a natureza e a tecnologia em nove artigos, dos quais seis abordam a pesca em águas amazônicas e nordestinas, inclusive a partir da perspectiva feminina, geralmente invisibilizada quando se trata de pescaria. Read More →

Avaliação da implementação de um programa de prevenção para crianças nas Escolas Brasileiras

pcp_thumb

Programas de prevenção de comportamento de risco, quando inseridos em escolas, alcançam muitas crianças e adolescentes, com resultados efetivos às necessidades da comunidade, haja vista o tempo significativo de convivência nesse ambiente. Read More →

A economia mundial está em depressão?

rep_thumb

Você já imaginou que as economias capitalistas ricas caminham por “um corredor estreito de estabilidade”, sempre ameaçadas pela crise e, agora, pela estagnação de longo prazo? Pois bem, é isso que Fernando Carvalho nos diz, a partir da análise de Hyman Minsky (1919-1996) – o grande analista das crises financeiras modernas. Significaria isto que os países ricos chegaram ao fim do desenvolvimento? Talvez seja ainda cedo para se chegar a esta conclusão. Read More →

Posicionamento de grupos domésticos nas negociações para o Acordo de Livre Comércio das Américas (ALCA) é tema da entrevista com Daniel Ricardo Castelan

cint_logo_thumb_new

Entrevista com Daniel Castelan (Departamento de Economia e Relações Internacionais da Universidade Federal de Santa Catarina) sobre seu artigo “Domestic Coalitions in the FTAA Negotiations: the Brazilian Case”, publicado em Contexto Internacional trata do papel de agentes domésticos nas negociações do ALCA. Read More →

Para uma crítica da Saúde Global

ln_thumb

O Brasil é atualmente o epicentro de uma emergência sanitária internacional – a associação entre o Zika vírus e a microcefalia e/ou alterações do Sistema Nervoso Central. O dossiê publicado em Lua Nova: Revista de Cultura e Política oferece um panorama critico sobre a atual governança global da saúde, em especial sobre o papel do Brasil neste campo em construção. Read More →

A temática da educação de surdos na pauta do dia

edreal_thumb

Identidades, cultura bilíngue, formação de intelectuais surdos e de professores de surdos, práticas de ensino e de interpretação, políticas linguísticas, entre outros, são alguns dos atravessamentos que compõem o dossiê sobre Educação de Surdos, tornando-o atual e instigante para os interessados na temática. Read More →

Psicanalistas debatem o especular na obra de Machado de Assis

mael_1thumb

Desde o século 20, há ampla discussão em torno do especular em Machado de Assis, centrada especialmente na fortuna crítica do conto “O espelho”. No número 18 de Machado de Assis em Linha, os psicanalistas Roland Chemama e Ana Maria Medeiros da Costa abordam o tema, desdobrando-o para a investigação estilística da obra machadiana. Read More →

O primeiro hospício do Brasil e o controle social no fim do século XIX

HCSM_thumb_laranja

Primeiro do Brasil, o Hospício de Pedro II, no Rio de Janeiro, de 1852, tem aparecido na história da psiquiatria, por influência de Michel Foucault, como a concretização do projeto de controle social de uma elite médica. Com base no estudo de fichas de entrada e outros documentos do hospício entre 1883 e 1889, Daniele Corrêa Ribeiro demonstra a complexidade de atores, relações, demandas e interesses envolvidos na gestão cotidiana do estabelecimento e apresenta novas possibilidades. Read More →