A Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos (RBEP) e a produção científica internacional

Por Andreza Jesus Meireles, Editoria Executiva da Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Brasília, DF, Brasil

RBEP_postA Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos (RBEP), criada em 1944, completou 70 anos de existência em 2014. O periódico, editado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), com distribuição gratuita, tem se consolidadocomo um importante instrumento de disseminação do conhecimento produzido no campo educacional do país. Buscando ampliar sua inserção internacional o periódico teve como estratégia ampliar os papéis de sua editoria Científica e Executiva.

Os membros da Editoria Científica têm consistente produção acadêmica na área de Educação e são provenientes de diversas regiões do país, de modo a exercerem protagonismo na divulgação da RBEP na comunidade acadêmica, além de atuarem na captação de artigos.

A Editoria Executiva da RBEP também contribui para a internacionalização do periódico ao participar de eventos, nacionais e internacionais, organizados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep). Além disso, desde 2014, a equipe da RBEP tem incluído na agenda do periódico, a participação da Editoria nos principais eventos acadêmicos sobre Educação.

Outra ação em andamento refere-se à abertura do periódico para a publicação de textos em espanhol e inglês. Além disso, a equipe da Editoria Executiva vem trabalhando na tradução do sistema de submissão da RBEP para os idiomas espanhol e inglês. Em breve, autores estrangeiros que já submetem espontaneamente artigos ao periódico encontrarão maior facilidade no processo de submissão.

Como mencionado, diversos autores estrangeiros fazem submissões espontâneas à RBEP. Esse foi o caso dos três artigos internacionais presentes no número 241 da RBEP e que abordam importantes reflexões na área educacional.

O artigo de Carlos Riádigos Mosquera, “El Contrato Social de la pax capitalis: la necesidad de un juicio educativo en red”, trata de respostas que a educação pode dar às formas hegemônicas de se conceber a sociedade como um contrato entre partes desiguais e diferentes, apontando que essas respostas implicam um entendimento da educação como ação voltada para a democracia participativa e, consequentemente, para a justiça social.

O artigo de María Eugenia Vicente, intitulado “Profesores de Educación: perfiles e prácticas profesionales”, aborda características e orientações da estrutura do campo profissional das Ciências da Educação. A partir da análise da trajetória de egressos do curso de Ciências da Educação, a autora promove o levantamento do perfil socioprofissional, familiar e educativo dos egressos da Universidad Nacional de La Plata, no período de 1970 a 2009.

Já o artigo produzido em parceria por Rita Manuela A. Barros, Angélica Maria Reis Monteiro e José António Marques Moreira, denominado “Aprender no Ensino Superior: relações com a predisposição dos estudantes para o envolvimento na aprendizagem ao longo da vida”, analisa a relação entre a aprendizagem e a disposição que estudantes do ensino superior apresentam para se envolver em atividades de aprendizagem ao longo da vida. O estudo foi realizado com o objetivo de comparar a apropriação que os estudantes fazem das diferentes formas de aprender e de estudar.

Para ler os artigos, acesse:

RIADIGOS MOSQUERA, C. El contrato social de la pax capitalis: la necesidad de un juicio educativo en red.Rev. Bras. Estud. Pedagog. [online]. 2014, vol.95, n° 241, pp. 481-496. [viewed January 21th 2015]. ISSN 2176-6681. DOI: 10.1590/s2176-6681/335312409. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-66812014000300002&lng=pt&nrm=iso.

BARROS, R.M.A., MONTEIRO, A.M.R. and MOREIRA, J.A.M. Aprender no ensino superior: relações com a predisposição dos estudantes para o envolvimento na aprendizagem ao longo da vida.Rev. Bras. Estud. Pedagog. [online]. 2014, vol.95, n° 241, pp. 544-566. [viewed January 21th 2015]. ISSN 2176-6681. DOI: 10.1590/S2176-6681/305811495. Available from:  http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-66812014000300006&lng=pt&nrm=iso.

VICENTE, M.E. Profesores de educación: perfiles y prácticas profesionales.Rev. Bras. Estud. Pedagog. [online]. 2014, vol.95, n° 241, pp. 590-608. [viewed January 21th 2015]. ISSN 2176-6681. DOI: 10.1590/S2176-6681/313512567. Available from:  http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2176-66812014000300008&lng=pt&nrm=iso.

Link externo:

Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos – www.scielo.br/rbeped/

 

Como citar este post [ISO 690/2010]:

A Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos (RBEP) e a produção científica internacional [online]. SciELO em Perspectiva: Humanas, 2015 [viewed ]. Available from: http://humanas.blog.scielo.org/blog/2015/01/29/a-revista-brasileira-de-estudos-pedagogicos-rbep-e-a-producao-cientifica-internacional/

 

2 Thoughts on “A Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos (RBEP) e a produção científica internacional

  1. Fátima Oliveira on September 8, 2017 at 11:13 said:

    Gostaria de orientar um grupo de estudantes do 8º Período de Pedagogia da Universidade de Pernambuco -Campus Mata Norte para submissão de artigo de conclusão de curso. Para isso, preciso da estruturação do artigo de acordo com o que estabelece a revista deste instituto.

    Profa. Fátima Oliveira.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Post Navigation