Entre médicos e religiosos: percepções sobre os malefícios da gula

O artigo analisa como os excessos alimentares foram abordados na literatura médica e religiosa que circulou em Portugal durante o século XVIII. Os autores traçam um estudo comparativo das diferentes fontes, mostrando as semelhanças e diferenças nas representações sobre a gula. Read More →

Silenciamento de mulheres em narrativas sobre a Escola Normal

Políticas de silenciamento orientam a organização de arquivos escolares, atualizando os silenciamentos vivenciados por mulheres em narrativas sobre o magistério. Modos criativos das mulheres devem aparecer em acervos de arquivos como condição de possibilidade para produções textuais que sustentem protagonismos marcados por experiências generificadas e racializadas. Read More →

Como a experiência estrangeira pode impactar na gestão de uma empresa?

Artigo identifica impactos da presença de conselheiros estrangeiros no conselho de administração de empresas listadas na B3, considerando variáveis como experiência acadêmica e profissional estrangeira, e os efeitos sobre indicadores de rentabilidade, trazendo à tona resultados interessantes a respeito de visões já institucionalizadas no ambiente de governança corporativa. Read More →

Feminicídio e exploração de mulheres indígenas no Brasil do início do século XX

Documentos evidenciam práticas de violência estrutural contra indígenas, em particular mulheres, na região do Médio Rio Negro, no Amazonas. Read More →

É possível avaliar a espiritualidade em adolescentes?

A espiritualidade é uma importante dimensão humana, apresentando relação com diferentes aspectos da saúde física e mental. Um desafio ainda persistente nesse tema é como avaliar a espiritualidade, especialmente em adolescentes. O Módulo Espiritualidade, Religiosidade e Crenças Pessoais (WHOQOL-SRPB) apresenta-se como uma possibilidade, com bom funcionamento entre adolescentes brasileiros. Read More →

Propagação do empreendedorismo na Educação Básica

Por meio da pedagogia empreendedora, a forma-empresa é reproduzida de forma cada vez mais enfática. Tal ênfase produz um modelo normativo em que todos os sujeitos devem se responsabilizar por atingir suas metas de vida, o que reforça a fragilidade deste modelo que desconsidera a impossibilidade de uma grande parcela da população de manter à altura desta norma. Read More →

O impacto da Lei de Cotas na universidade “pública, gratuita e de qualidade”

Estudo publicado por uma das revistas do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) investiga e debate o impacto da Lei de Cotas na Unifal-MG. Os autores evidenciaram que, não fosse pela Lei de Cotas, estudantes egressos da rede pública autodeclarados pretos e pardos teriam sido os mais prejudicados no acesso à universidade mineira. Read More →

Cooperação, orientação pragmática e engajamento crítico: o futuro da Linguística Aplicada

Nas ciências, o adjetivo “aplicado” pode ser pensado como “prático” ou “pragmático”. Uma orientação prática tem sido a marca da Linguística Aplicada nas últimas quatro décadas. O futuro do campo também demanda uma postura nessa direção. Read More →

Atos de resistência em práticas cotidianas de um jovem migrante no Facebook

No artigo, a autora examina atos de resistência negociados na esfera digital em posts de jovens migrantes e não-migrantes e reflete sobre discursos de resistência. A análise demonstra que a resistência não emerge apenas de movimentos organizados e que, em práticas cotidianas, é construída por meio de colaboração e negociação. Read More →

Como o poder de transformação da linguagem pode possibilitar agência e reinvenção a mulheres negras?

A linguagem tem uma importância significativa na vida social. Nela, estão raça, gênero, sexualidade etc., compreendidas como construções que afetam a maneira como interagimos no cotidiano. Na pesquisa em destaque, em uma roda de conversa, mulheres negras tratam de solidão e linguagem, apontando para o caráter transformador da segunda. Read More →

Percorrendo os fios da hashtag #acaboubolsonaro: agência virtual em tempos de pandemia

No artigo, as autoras focalizam agência individual na performance de um migrante haitiano e as trajetórias de circulação de seu posicionamento nas mídias sociais por meio da hashtag #acaboubolsonaro. Percorrendo os fios da hashtag, analisam como a performance se constitui discursivamente e como indica resistência em tempos de pandemia. Read More →

Fronteiras da interação: como interpretar imagens de ultrassom?

Os estudos sobre a linguagem ajudam-nos, dentre outras possibilidades, a refletir sobre como a interação social pode ser vital para compreendermos situações ou materiais desconhecidos por nós – inclusive transformações em nosso corpo. Este artigo explica como imagens fetais ultrassonográficas são “lidas” (i.e. feitas inteligíveis) pelos participantes em interações na saúde. Read More →